Artigos

Não deixar a peteca cair

Escritor e empresário

Luiz Lauschner
Escritor
e empresário

A Prefeitura de Manaus está investindo na melhoria da arrecadação municipal para evitar que ela caia ainda mais. O investimento vem do BNDES no valor de setenta milhões. É bom observar a ordem do “Top Five” na declaração do secretário de finanças, senhor Ulisses Tapajós: “Aumentar a arrecadação; reduzir despesas; otimizar os serviços e dar velocidade aos processos internos; servir melhor à população (contribuinte) que pode resolver suas demandas pela internet.” Aumentar a arrecadação está em primeiro plano. O contribuinte torce para que dê resultados e que não haja aumento de tarifas.

A redução de despesas estava visível na inauguração do novo sistema. Aos convidados foi oferecido o mesmo bebedouro usado pelos funcionários e só. Nada de garçons uniformizados circulando com bandejas e taças com bebidas para tentar compensar o calor de quase 38 graus. Após a inauguração da ampliação do restaurante foi disponibilizado um buffet básico de salgadinhos. Básico, quase espartano. Até mesmo o onipresente cafezinho não apareceu. Isso é bom. O exemplo de austeridade aparece nas pequenas coisas.
Não se falou em redução do quadro funcional, mas as medidas visam acelerar o serviço sem aumento de pessoal. Contudo, nenhum colaborador está esperando mordomias uma vez que os cortes de gastos não são segredo na administração municipal. Por outro lado, o secretário de finanças é famoso, na iniciativa privada, por promover ajustes mantendo os empregos. Quando a expressão “aumento no valor dos salários” se torna tabu, não é fácil manter a simpatia dos colaboradores. O máximo que se consegue é a compreensão dos mais engajados. Quem entende um pouquinho de administração sabe que até para poupar é preciso investir.

Desburocratizar é sempre muito bom. Poder resolver as questões com a administração municipal de casa, via internet diminui o deslocamento. O mundo virtual também poderá acabar com outro atraso no andamento de processos como a desgastante autenticação de cópias de documentos e o reconhecimento de firmas em cartório. Sem contar com os benefícios paralelos como a desocupação de vagas em estacionamentos sempre lotados. Se não for investido mais em desburocratização, forçosamente vão ter de investir em ampliação de estacionamentos.

O Data Center inaugurado no último dia 23, juntamente com o Call Center visa manter o contribuinte conectado. Como disse acima, o aumento de arrecadação é primordial. Ainda falta melhorar em muito a aproximação do contribuinte em outros serviços que a Prefeitura presta. Não há um serviço simples como a solicitação de troca de lâmpada na rua via internet ou telefone celular, para citar apenas um exemplo. São as pequenas coisas que fazem a diferença. Talvez a tarefa mais dura seja mesmo a da educação. Ou, por outra: fazer o povo entender que administração pública e cidadania não são coisas separadas.

A internet é uma ferramenta indispensável até mesmo na administração doméstica. Facilitar a vida do contribuinte não é apenas um gesto de cortesia, é fundamental para a sobrevivência. Na atual crise que o Brasil atravessa, manter a peteca no ar exige competência e esforço sincronizado. Pelos resultados, afinamento é o que não falta no primeiro escalão da prefeitura.

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir