Esportes

Nacional se prepara para último jogo do ano

Meia Charles irá defender o Sampaio Correa- foto: Diego Janatã

Meia Charles irá defender o Sampaio Correa- foto: Diego Janatã

Em clima de velório, os jogadores do Nacional realizaram treinamento na tarde desta quinta-feira (10) no CT Barbosa Filho, localizado no Coroado, Zona Leste de Manaus. Com apenas 15 jogadores no grupo, o técnico Paulo Morgado ficou impossibilitado de trabalhar taticamente a equipe. A alternativa encontrada foi fazer uma atividade em campo reduzido. Na busca pelo melhor ajuste do posicionamento dos jogadores em campo, o comandante leonino apostou na repetição para montar a equipe que enfrentará o Náutico-RO na tarde de domingo (13), às 17h, na Arena da Amazônia Vivaldo Lima.

Sem o uniforme de treino, o meia Charles chegou ao local pouco tempo após o início da atividade. O atleta, que tem contrato com o Leão da Vila Municipal até o meio do ano que vem, acertou na tarde de ontem seu empréstimo para o Sampaio Correa. A equipe do Maranhão disputa a Série B do Brasileirão.
Inicialmente, Charles defenderá a Bolívia Querida até o final da competição. O atleta acredita que essa oportunidade apareceu graças as suas boas atuações no Campeonato Amazonense e na partida diante do Bahia pela Copa do Brasil.

“Isso foi reflexo do bom campeonato que fiz. Joguei contra o Bahia, isso conta muito. Não dei meu máximo nessas partidas da Série D, porque estava machucado. Não consegui ajudar o Nacional a subir para a Série C, mas graças a Deus abriu essa porta. Vou dar o meu melhor para ajudar a conseguir o acesso para a Série A, que será importante para minha carreira”, disse o atleta, que revelou ter ficado surpreso quando soube das negociações, pois o elenco nacionalino desapontou na Série D.

Surpreso

“Surpreende esse acerto, porque nosso time não foi legal e essa porta se abriu do nada. Agora tenho que dar o máximo, pois a oportunidade não aparece na nossa porta sempre. Os dirigentes negociaram com o Cláudio (Silva, diretor de futebol do Nacional). O clube achou melhor me emprestar do que ficar em casa parado. Sabemos que muitas equipes grandes observam a competição e se aparecer uma oportunidade, vai ser melhor para a minha carreira”, ressaltou o meia Charles.

Sobre o ano que vem, o meia afirmou que não sabe quantos atletas permanecerão. Para ele, isso só será definido após a última partida na Série D. Por isso, Charles espera que os seus companheiros deem o máximo dentro de campo e provem que podem permanecer no clube para a próxima temporada.

“É muito ruim saber que tínhamos 26 jogadores e agora só temos 15. Temos o último jogo e ele vai decidir tudo. Vamos saber com quantos jogadores continuaremos no ano que vem. Agora, eles têm que continuar dando o máximo para honrar a camisa e ano que vem brigar pelo acesso”, finalizou.

Por Thiago Fernando

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir