Esportes

Nacional quer jogar na Arena

Segundo jogo da final do Campeonato Amazonense atraiu mais de sete mil torcedores à Arena-foto: Alberto César Araújo

Segundo jogo da final do Campeonato Amazonense atraiu mais de sete mil torcedores à Arena-foto: Alberto César Araújo

Representante do Amazonas na Série D do Campeonato Brasileiro, o Nacional enviou ofício à Federação Amazonense de Futebol (FAF) nesta semana solicitando que os jogos da equipe na primeira fase da competição sejam realizado na Arena da Amazônia e não mais no Estádio Ismael Benigno (Colina), como estava previsto anteriormente.

De acordo com o presidente do Leão da Vila, Mario Cortez, a FAF deverá informar a Fundação Vila Olímpica (FVO), entidade responsável pela praça esportiva, da decisão do Nacional em utilizar o estádio. Para Cortez, a medida foi tomada pensando em dar conforto ao torcedor nacionalino.

“Nosso objetivo é disputador todos os quatro jogos da primeira fase na Arena, inclusive já oficializamos a Federação que vai oficializar a Fundação Vila Olímpica. A equipe vai se adaptar a um bom estádio, a um bom campo e gramado e o torcedor, sem sombra de dúvida, terá o conforto necessário neste espetáculo. A Arena tem tudo isso para oferecer, já que é um dos estádio mais belos do mundo” disse.

Perguntado sobre os custos de disputar jogos no estádio, o presidente do Nacional disse que a diretoria já traçou estratégia para não haver prejuízos.

“O custo maior da Arena é quando se pede stewards, que é a segurança privada. Como se trata de jogo de apenas uma torcida, evidentemente que a Polícia Militar vai dar a segurança necessária, igual ao jogo contra o Vilhena (time de Rondônia pela Copa Verde), que não houve nenhum tumulto. O resto é em relação ao quadro móvel que é flutuante. Você pode fazer um quadro móvel para cinco, sete mil pessoas. Nós vamos nos ater a um quadro móvel com cinco mil pessoas, que nós já temos noção desse custo, uma vez que já fizemos isso contra o Vilhena. Esperamos que o torcedor amazonense compareça, assim, esse custo será devidamente honrado e, quem sabe sobra uma cota para o Nacional. Nós temos que dar conforto ao nosso torcedor”, concluiu o mandatário.

Os quatro jogos do Leão da Vila em Manaus são contra o Vilhena-RO no dia 19 de julho; o clássico interestadual contra o Remo-PA, no dia 9 de agosto; no dia 30 de agosto o Nacional recebe o Rio Branco-AC e fecha sua participação na primeira fase da Série D em 13 de setembro diante do Náutico-RR

Por Thiago Botelho

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir