Sem categoria

Nacional já tem técnico e time quase pronto para 2016

Humberto da Cunha que subiu da série C para a B em 2013 com o Vila Nova de Goiás, deve ser confirmado como técnico do Naça no início de dezembro - foto: divulgação

Humberto da Cunha que subiu da série C para a B em 2013 com o Vila Nova de Goiás, deve ser confirmado como técnico do Naça no início de dezembro – foto: divulgação

A diretoria do Nacional se nega a falar sobre o assunto, mas fontes ligadas ao clube confirmaram ao PÓDIO que o Leão da Vila Municipal já está em fase final de construção da equipe para a próxima temporada. O técnico será Heriberto da Cunha, 55, que subiu com Vila Nova da Série C para B em 2013.

O experiente treinador, no entanto, não dirige uma equipe há dois anos. Cunha foi jogador profissional e iniciou sua carreira como técnico em 1996 nas categorias de base do São Paulo e de lá para cá já treinou times como Atlético-PR, Figueirense, Brasiliense, CRB e Fortaleza, onde foi campeão cearense em 2008.

No site Wikipédia, inclusive, o nome de Heriberto da Cunha já aparece como técnico Nacional Futebol Clube.

O novo comandante do Leão apresentou o nome de cinco atletas de sua confiança que irão formar a espinha dorsal do time em 2016. Eles se juntarão ao goleiro Wagner e ao meia Charles – únicos que atuaram na péssima campanha na Série D de 2015 que permanecerão. Da base, o meia Hayllan, 18, e o atacante Weverton, 22, também ficarão. O restante do grupo será formado por atletas jovens que não serão utilizados nas equipes principais de Corinthians, Cruzeiro e Atlético-PR.

A parceria com os clubes do Sul e Sudeste do país teve como intermediador o senador Omar Aziz (PSD). Aziz se tornou amigo do ex-presidente do Timão, Andrés Sanches, que é deputado federal por São Paulo pelo PT e do também senador Zezé Perrella (PDT-MG), que já presidiu o Cruzeiro. Ambos parlamentares fazem parte junto com o Omar da comissão da MP do Profut. Eles têm “aberto portas” para Aziz conseguir o empréstimo de jogadores para o Naça.

Artilheiro do Nacional em 2015, mesmo ficando boa parte da temporada machucado, o atacante Wanderley até foi sondado para permanecer, mas dois fatores pesaram contra sua permanência. Primeiro a vontade do atleta em voltar para o Ceará, sua terra natal; e também o tempo de recuperação do jogador. A diretoria temia que ele não conseguisse ter a mesma performance deste ano vindo de uma lesão tão seria no ligamento do joelho esquerdo.

Apresentação

O novo técnico e o elenco completo devem ser apresentados no início de dezembro, quando a equipe dará início à pré-temporada. Em 2016, o Nacional disputará quatro competições. No primeiro semestre entrará em campo pelo Copa do Brasil e Copa Verde. A partir de agosto disputará os Campeonato Amazonense e a Série D do Campeonato Brasileiro.

A mudança no perfil de formação da equipe é uma aposta da diretoria para dar novos rumos ao Nacional. Nos últimos anos, a direção investiu em elencos com jogadores rodados e com nomes de expressão como Danilo Rios, mas não conseguiu se destacar no Campeonato Brasileiro.

Thiago Botelho

1 Comment

1 Comment

  1. Nery Nunes de Castro

    3 de novembro de 2015 at 21:38

    Quero parabenizar o Em Tempo, por ser o único jornal da cidade, em manter informado os fanáticos torcedores do NACIONAL, que vivemos carentes de notícias sobre a formação do elenco azulino para o ano de 2016, cujo time irá disputar 4 competições, e cuja Diretoria deveria manter seus torcedores a par da situação. Só espero que não repitam o amadorismo de anos anteriores e contratem pessoas que realmente queiram defender as cores do clube.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir