Esportes

Nacional empata com Atlético-AC na Arena da Amazônia

 resultado, porém, pode ser considerado vitória para o Leão da Vila Municipal, que desorganizado, viu os acrianos dominarem as ações na maior parte da partida - foto: Diego Janatã

resultado, porém, pode ser considerado vitória para o Leão da Vila Municipal, que desorganizado, viu os acrianos dominarem as ações na maior parte da partida – foto: Diego Janatã

O Nacional decepcionou os pouco mais de mil torcedores que compareceram na tarde de sábado na Arena da Amazônia e não passou de um empate com o Atlético-AC em 3 a 3. O resultado, porém, pode ser considerado vitória para o Leão da Vila Municipal, que desorganizado, viu os acrianos dominarem as ações na maior parte da partida e perder diversas chances claras de gol.

O “passeio” do Galo Carijó começou cedo. Com um ataque formado por jogadores rápidos e habilidosos, os visitantes aproveitavam bem os espaços deixados pelo time leonino e, logo aos 7 minutos, Josy – ex-Princesa do Solimões – recebeu belo passe de Eduardo na entrada da área e chutou no canto esquerdo de Tom.

Nove minutos depois, em bela jogada de contra-ataque, Alfredo avançou pela esquerda, entrou na grande área e foi derrubado pelo zagueiro Roberto Dias. O árbitro da partida marcou pênalti. Na cobrança, Josy fez 2 a 0 para o Atlético-AC.

Perdido em campo, o Nacional esbarrava na falta de criatividade. Aos 27 minutos, porém, Malaquias roubou a bola, avançou pela esquerda e rolou com açúcar para Esquerdinha. Já na grande área, o meia só teve o trabalho de “chapar” com o pé esquerdo e diminuir.

Na volta para o segundo tempo, no entanto, o Atlético-AC voltou disposto a matar o jogo e perdeu, pelo menos, uma grande chance com Eduardo. Mas, as 22 minutos, Roberto Dias puxou Polaco dentro da área e cometeu seu segundo pênalti no jogo. O mesmo Polaco bateu e ampliou.

Com 3 a 1 no placar, os acreanos seguiam donos do jogo. Sem se entregar, o Nacional partiu para cima na base do desespero. Aos 29 minutos, em jogada disputada dentro da grande área, Pé-de-Ferro pisou em Esquerdinha e o árbitro marcou o terceiro pênalti do jogo. Frio, Nonato apenas tirou do arqueiro e diminuiu para o Naça.

Aos 36 minutos veio o castigo para o time que foi melhor no jogo. Jones avançou pelo pela intermediária e, do meio da rua, chutou forte, no canto direito do goleiro Edivandro para empatar.

O resultado deixa o Leão da Vila Municipal em situação delicada na tabela do grupo A1 da Série D do Campeonato Brasileiro. Após dois jogos, o time amazonense ocupa a terceira posição, com apenas um ponto ganho. Na próxima rodada, o Nacional recebe o Trem-AP, na arena, domingo (26), às 16h (de Manaus).

Por André Tobias

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir