Sem categoria

Nacional busca reabilitação diante do Atlético na Arena

Roberto Dias terá a missão de tentar parar o rápido ataque do Atlético-AC na tarde deste sábado, na arena – foto: Diego Janatã

Roberto Dias terá a missão de tentar parar o rápido ataque do Atlético-AC na tarde deste sábado, na arena – foto: Diego Janatã

Para não transformar o sonho em ascender à terceira divisão em pesadelo, o Nacional recebe o Atlético-AC neste sábado (18), às 16h (de Manaus), na Arena da Amazônia Vivaldo Lima, em duelo válido pela segunda rodada do grupo A1 da Série D do Campeonato Brasileiro. Após perder na estreia da competição para o Genus-RO, fora de casa, só um resultado interessa ao Leão da Vila Municipal: a vitória.

Apesar da derrota, jogadores e comissão técnica do Naça avaliaram o primeiro jogo na Série D como positivo. O time criou diversas oportunidades de gol, mas pecou na hora da finalização, fundamento este trabalhado de forma específica durante os treinamentos da semana. Para o meia Charles, a equipe terá de ser mais eficiente e caprichar nas conclusões para sair com um bom resultado da arena.

“Foi um jogo difícil lá, conseguimos criar várias chances de gol, mas não conseguimos fazer. No finalzinho, nós tomamos um gol. Ficou um clima ruim, cabeça pesada, não podia perder o jogo lá, mas trabalhamos forte durante a semana, sabendo que temos condições de vencer o jogo dentro de casa. Não passa pela nossa cabeça empatar ou perder, só nos interessa a vitória. Dois jogos dentro de casa, temos que ir para cima para conseguir a vitória”, avalia Charles.

De acordo com o lateral–esquerdo Alex Cazumba, o Leão terá duas partidas em casa que serão fundamentais para as pretensões da equipe na Série D. Neste sábado, o confronto é contra o Atlético-AC, já no dia 26 o adversário é o Trem-AP. O jogador acredita que triunfos nesses jogos podem deixar o Nacional em uma situação confortável dentro do grupo A1.

“Nessa Série D é fundamental pontuar dentro de casa, e pontuar que eu falo são os três pontos. Para nós, não serve o empate e vamos com tudo em busca dessa vitória aí. Esses seis pontos vão ser fundamentais até para se distanciar, porque classifica um e os 15 melhores colocados, então esses seis pontos serão importantes para nossa equipe”, crê o lateral-esquerdo.

 

Paciência

Cauteloso e paciente, o técnico do Nacional, Vagner Benazzi, vê o time no caminho certo. Sem dar muita importância para a derrota na estreia, o comandante leonino lembra que a equipe está trabalhando há pouco tempo junto e que foi remontada após sete dispensas. Ele começa a notar sinais de evolução no elenco, seja no aspecto tático, técnico e de entrosamento.

“Não é de um dia para o outro que a gente consegue fazer um time vencedor, mas eu acredito que isso vai acontecer. No sábado, temos um bom jogo para participar e fazer um resultado positivo, sabendo que do outro lado tem um time que já venceu o primeiro jogo, mas isso não quer dizer nada, quer dizer que nós temos dois jogos em casa e se vencermos ambos, a gente superar muita coisa que vai vir pela frente”, aposta Benazzi.

Para o jogo desta tarde, o comandante leonino não poderá contar com o goleiro Jonathan, o zagueiro Bianor, o lateral-esquerdo Rodrigo Fernandes e o atacante Wanderley. O arqueiro Tom também preocupa e é dúvida. Em contrapartida, o meia Álvaro foi liberado pelo departamento médico do clube e está à disposição de Benazzi.

Por André Tobias

 

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir