Sem categoria

Nacional bate Penarol por 2 a 0, em pleno estádio Floro de Mendonça

As torcidas de Nacional e Penarol lotaram as arquibancadas e fazeram a festa para apoiar suas equipes – foto: Ricardo Oliveira

As torcidas de Nacional e Penarol lotaram as arquibancadas e fazeram a festa para apoiar suas equipes – foto: Ricardo Oliveira

Como era esperado, o confronto de Leões parou a cidade de Itacoatiara na tarde deste domingo. Confirmando o favoritismo conquistado após fazer a melhor campanha da primeira fase do Campeonato Amazonense 2015, o Nacional venceu por 2 a 0 o Penarol em pleno estádio Floro de Mendonça. Os gols do Leão da Vila Municipal foram marcados pelos volantes Felipe Manoel e Lídio.

O primeiro confronto entre as equipes na semifinal foi marcado pela péssima arbitragem e pelos milagres realizados pelo goleiro Rodrigo Ramos. A segunda partida do duelo está marcada para acontecer no próximo sábado (6), às 15h, na Arena da Amazônia Vivaldo Lima, mas deve sofrer alteração.

O jogo
Mesmo antes de a bola rolar, o clima de decisão já tomava conta do estádio Floro de Mendonça. As torcidas de Nacional e Penarol lotaram as arquibancadas e fazeram a festa para apoiar suas equipes.

Quando o árbitro autorizou o início da partida, ficou nítido que João Batista Cunha de Brito teria trabalho para controlar o clima da semifinal. A prova disso foi que logo aos seis minutos, Felipe Cristiano e Charles trocaram empurrões e acabaram sendo expulsos.

Após a exclusão do meia, o técnico Aderbal Lana, decidiu tirar Weverton para colocar o volante Lídio, fechando assim o meio-de-campo do Leão da Vila Municipal.

A primeira grande chance de gol na partida aconteceu aos 19 minutos, quando o zagueiro Piru finalizou forte e a bola explodiu no zagueiro Robinho, que estava em cima da linha do gol de Rodrigo Ramos.

Não demorou muito para o Nacional responder. Na marca de 30 minutos, o volante Bruno Potiguar recebeu dentro da área e finalizou encobrindo o goleiro Robson, que ficou apenas observando a bola sair lentamente para a linha de fundo. Nove minutos depois, o atacante Binho parou em Rodrigo Ramos, após completar cruzamento de Tety da esquerda.

Depois do milagre realizado pelo arqueiro azulino, o Nacional ganhou moral e pressionou a defesa do Leão da Velha Serpa. A blitz foi tão forte que resultou no primeiro gol do duelo. Aos 44 minutos, Peter cobrou falta na cabeça de Maurício Leal. Ele ajeitou para Felipe Manoel, que chegava de trás e colocou no canto direito de Robson.

Embalado, o Nacional marcou o segundo quatro minutos mais tarde com Lídio. O volante aproveitou bate-rebate após cruzamento de Peter para completar para o fundo da rede adversária.

Por Thiago Fernando (equipe Jornal EM TEMPO)

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais lidas

Subir