Dia a dia

Na Zona Leste, portador de doença mental é morto a tiros por policiais militares ao ser confundido com assaltante

O homem foi atingido por dois tiros e não resistiu aos ferimentos e morreu no local - foto: divulgação

O homem foi atingido por dois tiros e não resistiu aos ferimentos e morreu no local – foto: divulgação

Confundido com um assaltante, Ivan Paulo da Silva, 34, morreu a ser atingido por dois tiros disparados por policiais militares da 30ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom). O fato ocorreu por volta das 6h desta segunda-feira (25), na avenida Brigadeiro Gurjão, bairro Jorge Teixeira, Zona Leste de Manaus. Ivan é portador de doença mental.

Testemunhas relataram que ele estava caminhando, com uma pedra na mão, quando correu em direção a uma pessoa. Os policiais, que estavam em patrulhamento, viram a situação, interpretaram como tentativa de assalto e atiraram contra Ivan Paulo.

O homem foi atingido por dois tiros e não resistiu aos ferimentos e morreu no local. O corpo foi removido pelo Instituto Médico Legal (IML), na Zona Norte da cidade.

A família da vítima esteve no local do crime e informou que Ivan Paulo era deficiente mental e tomava remédios controlados.

Em nota, a diretoria de comunicação social da Polícia Militar do Amazonas informou que o policial militar identificado como Samuel Anderson, lotado na 30ª Cicom, reagiu a uma ação de um homem que atirava pedras em via pública e na viatura da PM.

Ainda conforme a nota, o policial já foi apresentado à Diretoria de Justiça e Disciplina (DJD) da instituição que irá rigorosamente o caso.

Por equipe EM TEMPO Online

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir