Dia a dia

Na Zona Leste, homem é morto por vizinho por não saber informar onde estava a mãe dele

O suspeito desferiu a facada em Jefferson que morreu no hospital- foto: Arthur Castro

O suspeito desferiu a facada em Jefferson que morreu no hospital- foto: Arthur Castro

O desempregado Francisco Nadivan Bezerra, 41, foi preso em flagrante nesta quarta-feira (13), após desferir cinco facadas no vizinho dele, Jefferson Souza Melo, 37. O crime ocorreu por volta das 10h30, na rua Bela Vista, Comunidade Nova Vitória, bairro Gilberto Mestrinho, Zona Leste da capital, onde os dois moravam.

De acordo com o delegado titular do 4º Distrito Integrado de Polícia (DIP), Danilo Bacarin, Jefferson foi assassinado no momento em que caminhava pelo local, na companhia do filho dele, de 16 anos.

“O infrator, que aparentemente estava sob efeito de entorpecentes, se aproximou de Jefferson e questionou se ele sabia onde estava a mãe dele. Francisco respondeu que não tinha visto a mulher. O infrator se aborreceu e deu uma facada no abdômen da vítima”, relatou o delegado.

Conforme a autoridade policial, depois que o infrator desferiu a primeira facada em Jefferson, o filho da vítima agarrou o agressor e tentou impedir a ação criminosa. Mas Francisco se enfureceu e agrediu o adolescente também. “O pai, vendo o filho correndo risco, avançou no infrator e foi atingido novamente com mais quatro golpes de faca e caiu no chão”, disse Bacarin.

Com intuito de se vingar, o adolescente se apossou de um pedaço de pau e espancou o infrator. Vizinhos que perceberam a confusão acionaram a polícia e relataram sobre o ocorrido. Policias militares da 4ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom) se deslocaram ao endereço informado e efetuaram a prisão de Francisco em flagrante.

A vítima foi socorrida pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e conduzida ao Hospital e Pronto-Socorro Platão Araújo, mas não resistiu aos ferimentos e foi a óbito na unidade hospitalar.

Já o infrator foi conduzido à sede do 4º DIP para a realização dos trâmites legais. Ele foi autuado em flagrante por homicídio qualificado, por motivo fútil, e encaminhado à Cadeia Pública Desembargador Raimundo Vidal Pessoa, no Centro de Manaus, onde vai aguardar a decisão da Justiça.
Por Bruna Souza

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir