Dia a dia

Na Zona Leste, dupla é presa por latrocínio e ‘amigo’ por tráfico de drogas

 O trio foi apresentado na Delegacia Especializada em Roubos, Furtos e Defraudações (Derfd) - foto: Luís Henrique

O trio foi apresentado na Delegacia Especializada em Roubos, Furtos e Defraudações (Derfd) – foto: Luís Henrique

A Policia Civil apresentou, na manhã desta segunda-feira (6), Douglas da Silva Costa, 23, e Gabriel dos Santos Pureza, 20, conhecido como ‘Touro’, por envolvimento no latrocínio (roubo seguido de morte) de Francisco Holanda Gomes, 61, no dia 13 de maio deste ano, em uma loja de construção situada no bairro Jorge Teixeira, Zona Leste de Manaus.

Além da dupla também foi apresentado Fernando Félix da Silva, 31, preso por tráfico de drogas no último sábado (4), na avenida Brigadeiro Hilário Gurjão, no bairro Santa Inês, também na Zona Leste cidade.

Gabriel e Douglas foram presos também no sábado (4), em cumprimento a mandado expedido no dia 1º de junho deste ano pelo juiz da 10ª Vara Criminal, Genesino Braga Neto. Douglas foi preso na casa dele, localizada no bairro Gilberto Mestrinho, Gabriel foi preso também no bairro Jorge Teixeira.

De acordo com o adjunto da Delegacia Especializada em Roubos, Furtos e Defraudações (Derfd), Denis Pinho, os suspeitos entraram na loja e anunciaram o assalto. Durante a ação dos criminosos, a vítima que era funcionária do estabelecimento travou luta corporal com os assaltantes.

Durante a briga, Gabriel, que estava aguardando do lado de fora em uma motocicleta, entrou na loja e disparou contra a vítima que não resistiu aos ferimentos e morreu na hora.

Com os suspeitos foram encontradas várias porções de maconha e cocaína e com Gabriel uma pistola ponto 40.

Ao ser questioando sobre a origem das drogas, Gabriel informou que tinha comprado de com um amigo dele identificado Fernando, os policias realizaram diligencias e conseguiram prender o suspeito.

Douglas e Gabriel foram indiciados por latrocínio. Além desse crime, Gabriel também irá responder, juntamente com Fernando, por tráfico de drogas e porte ilegal de arma de fogo de uso restrito. Após os procedimentos, o trio será levado para a Cadeia Pública da capital.

Por Mara Magalhães

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais lidas

Subir