Esportes

Na Liga dos Campeões, Real vence com gol no último minuto; City goleia

Cristiano Ronaldo abriu o placar para os merengues no Santiago Bernabéu - foto: Ángel Martínez/Real Madrid

Cristiano Ronaldo abriu o placar para os merengues no Santiago Bernabéu – foto: Ángel Martínez/Real Madrid

No reencontro com o clube que o revelou, o português Cristiano Ronaldo ajudou o Real Madrid a conseguir uma virada espetacular contra o Sporting na Liga dos Campeões.

O atacante marcou gol de falta aos 43 min do segundo tempo e depois viu Morata, aos 48 min, fazer o gol da vitória por 2 a 1, nesta quarta-feira (14), no Santiago Bernabéu.

O brasileiro Bruno César, ex-Corinthians, fez o gol do time português.

Atual campeão, o Real jogou mal diante de sua torcida e viu o Sporting dominar o primeiro tempo. O time espanhol conseguiu pressionar na segunda etapa, mas pecou na pontaria, até que Cristiano acertou o ângulo de Rui Patrício para empatar. Depois, no fim, Morata garantiu os três pontos de cabeça.

No outro jogo do Grupo F, o Borussia Dortmund goleou o Legia Varsóvia fora de casa.

Goleada inglesa

Em outra partida pela Liga dos Campeões nesta quarta (14), o Manchester City também estreou com o pé direito no campeonato.

Após um temporal adiar o confronto contra o Borussia Monchengladbach de terça (13) para esta quarta, a equipe comandada por Pep Guardiola não deu chances ao alemães e venceu por 4 a 0, com três gols anotados por Agüero e um por Iheanacho.

Apesar do ótimo desempenho do atacante argentino, que já se iguala na artilharia da competição ao lado do compatriota Messi, o City ocupa apenas a segunda posição do Grupo C, já que o Barcelona goleou por 7 a 0 o Celtic na outra partida da chave realizada nesta terça-feira.

Juventus empata

Já a atual pentacampeã italiana, a Juventus decepcionou a sua torcida na estreia da Liga e não passou de um empate em 0 a 0 com o Sevilla dentro de seus domínios.

A partida foi válida pelo Grupo H, que teve ainda a vitória do Lyon sobre o Dínamo Zagreb por 3 a 0.

Apesar de atuar em casa, o time italiano teve muitas dificuldades para criar jogadas de perigo contra a bem armada defesa da equipe espanhola. Tanto que apenas três finalizações foram no gol do goleiro Rico.

A chance mais perigosa da Juventus foi aos 14 minutos do segundo tempo por meio de uma cabeçada de Higuaín que acabou parando na trave.

Ganso, do Sevilla, ficou no banco e não foi utilizado pelo técnico Jorge Sampaoli.

Por Folhapress

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir