Filmes

Na expectativa pelo ‘Exterminador do Futuro’, fãs esperam o quinto filme

O eterno 'Exterminador' Arnold Schwarzenegger contracena no quinto filme da franquia com Emilia Clarke (Sarah Connor)- foto: divulgação

O eterno ‘Exterminador’ Arnold Schwarzenegger contracena no quinto filme da franquia com Emilia Clarke (Sarah Connor)- foto: divulgação

Fãs da saga ‘O Exterminador do Futuro’ (The Terminator) esperam que o quinto filme da franquia, que tem estreia marcada para amanhã, ganhe o gosto do grande público. A expectativa e receio vêm da impressão deixada pelo quarto filme da série – ‘A Salvação’ – que, segundo eles, deixou a desejar. A volta de Arnold Schwarzenegger, que não participou do filme de número quatro e volta nessa quinta produção, pode ajudar o filme a recuperar o prestígio, na opinião dos fãs.

O quinto filme da saga, ‘Gênesis’ (Genisys), mostra que, no ano de 2029, a guerra pelo futuro está quase chegando ao fim e um grupo de rebeldes humanos está perto de derrotar o sistema de inteligência artificial chamado Skynet. O personagem John Connor (Jason Clarke) é o líder da resistência humana e Kyle Reese (Jai Courtney) é seu soldado mais confiável.

Para salvar a vida da própria mãe, John envia Kyle de volta a 1984. A mãe de John é Sarah Connor (Emilia Clarke) e Kyle vai ao passado para salvá-la de um robô Exterminador programado para matá-la, para que ela nunca venha a dar à luz a John. Mas esse plano é alterado em função da viagem no tempo e é Sarah que precisará salvar Kyle.

O primeiro filme da série que envolve ação e ficção científica foi lançado há 31 anos e conta que, em 1997, um computador superinteligente, Skynet, se sente ameaçado pelos humanos e decide provocar um holocausto nuclear. Foi a dicotomia entre humanos e máquinas que deixou o jornalista William Pereira fascinado pela trama.

“Temos que levar em consideração o ano que a história foi criada, 1984, data do primeiro filme. Naquela época aquilo era completamente fantasioso. Nos dias de hoje, acho que não é nem um pouco exagerado achar que algo do tipo acabe acontecendo, mesmo que em pequena escala. Foi exatamente a trama que me deixou fascinado. Todo aquele enredo futurista que o James Cameron (diretor dos dois primeiros filmes da saga) criou me deixou completamente encantado com a história”, disse.

A expectativa de William é que o quinto filme seja tão bom quanto os dois primeiros. “O primeiro filme foi incrível, não há dúvida que o segundo é um dos melhores filmes de todos os tempos, mas os dois filmes seguintes foram incrivelmente ruins. Espero muito que este novo longa dê nova vida para a saga nos cinemas assim como foi feito em ‘Jurassic World’”, disse.
William não garantiu que será o primeiro da fila, mas disse que está com ingressos comprados. “Vou estar na primeira sessão com toda a certeza”, disse.

Avaliação
Para William, o quarto filme, “O Exterminador do Futuro – A Salvação” (Salvation), é ruim em vários aspectos. “Apesar de ter ótimos produtores e um diretor premiado, isso sem falar de Bale (Christian Bale) no papel principal, a trama é péssima com poucos bons momentos. Acho que mesmo com a presença de Schwarzenegger, o filme seria um fracasso”, avaliou.

Recentemente, Schwarzenegger deu graças a Deus por não ter participado do quarto filme e declarou, ainda, que a produção foi um ‘lixo’.

O estudante de direito Matheus Harada disse que ficou extremamente frustrado com o quarto filme e que isso o fez perder o interesse pela produção que será lançada amanhã. “Acompanhava até ‘O Exterminador do Futuro – A Salvação’, mas achei a história confusa. Primeiro que aparece o pai de John Connor mais novo que o filho. E segundo que Jonh Connor luta com exterminador como se fosse antes do primeiro filme. A série deu uma embaralhada”, reclamou.

Outra declaração de Schwarzenegger que ganhou repercussão foi a de que “com certeza” retornará para o sexto filme da série em 2016. A sequência tem estreia prevista para 2017 e o fim da nova trilogia deve chegar aos cinemas em 29 de junho de 2018.

Nostalgia para os fãs – Em ‘O Exterminador do Futuro – Gênesis’, Emilia Clarke dá vida uma Sarah Connor mais forte do que a original
Emerson Medina administra a comunidade ‘Filmes Gourmet’ no Facebook. O carisma de Schwarzenegger traz uma boa expectativa para o novo filme, segundo ele. “O primeiro exterminador teve um impacto na indústria. Fez do Schwarzenegger um astro e é referência visual em distopias. Basta ver o início de ‘Dias de Um Futuro Esquecido’, dos X-Men’.

Avaliando toda a série de filmes, o jornalista aponta que o quarto filme é ruim, mas o terceiro chega a ser pior. “Achei o quarto inferior aos dois primeiros, mas muito melhor que o terceiro. O terceiro sim é intragável. Mas acho que o vazamento dos chiliques do Christian Bale no set ajudou a criar uma má vontade com o filme”, declarou.

Medina acredita que haverá uma briga pelo público entre “Jurassic World”, lançado em junho, e ‘Genesis’. “Tem que considerar que ele vem na esteira de um monstro destruidor que é ‘Jurassic World’, com o perdão do trocadilho. Ele disputa o interesse do público e salas de exibição. ‘Jurassic’ veio com apetite voraz”, destacou.

Mãe dos dragões

Outra expectativa em torno do filme é a participação de Emilia Clarke (a Daenerys, mãe dos dragões, da série de TV de “Game of Thrones”) no papel de Sarah Connor. O diretor, Alan Taylor, também é conhecido por dirigir “Game of Thrones”. A Sarah Connor não tem nada de inocente no novo filme. Aos nove anos de idade, Sarah fica órfã depois de um ataque de um Exterminador. Cresceu antissocial, altamente treinada com um rifle nas mãos, mas com poucas habilidades emocionais.

“Por tudo que já foi divulgado do novo filme, sabemos que teremos uma Sarah bem mais forte que a do primeiro filme. Porém, em ‘O Exterminador do Futuro – O Julgamento Final’, a Linda Hamilton foi sensacional e imortalizou a personagem como alguém forte e disposta a evitar o destino apocalíptico criado pela Skynet. Levando isso em consideração, acho difícil dela ser superada, mas a semelhança entre as atrizes pode trazer a nostalgia para a maioria dos fãs”, contou William Pereira.

Emerson Medida disse que a personagem Sarah Connor abriu as portas do cinema para protagonistas femininas. ‘Interessante a participação da atriz do ‘Game of Thrones’ que faz a Kalhessy. E agora será a Sarah Connor, mãe do John Connor. Muito antes de ‘Jogos Vorazes’ e da Furiosa de ‘Mad Max’, a Sarah Connor abriu as portas para as protagonistas, ou co-protagonistas, femininas heroicas de ação’.

Os interessados em conhecer a saga podem adquirir boxes de colecionador em lojas especializadas. A coleção ‘O Exterminador do Futuro – Quadrilogia’ em Blu-Ray é vendida por R$ 89,90. Em DVD custa R$ 49,90, e contém os quatro filmes: “O Exterminador do Futuro” (1984), “O Exterminador do Futuro 2 – O Julgamento Final” (1991), ‘O Exterminador do Futuro 3 – A Rebelião das Máquinas’ (2003) e ‘O Exterminador do Futuro – A Salvação’ (2009).

Por Cleidimar Pedroso

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir