Esportes

Na estreia de Cuca, Palmeiras perde e vê classificação ficar mais difícil

O Palmeiras repetiu alguns erros antigos e foi derrotado por 1 a 0 pelo Nacional (URU) - Foto: Cesar Greco/Ag Palmeiras/Divulgação

O Palmeiras repetiu alguns erros antigos e foi derrotado por 1 a 0 pelo Nacional (URU) – Foto: Cesar Greco/Ag Palmeiras/Divulgação

Com o resultado, o time alviverde viu a sua classificação às oitavas de final ficar mais difícil. Os palmeirenses caíram para o terceiro lugar da chave ao continuarem com quatro pontos, a três do segundo colocado Rosário Central (ARG) e a quatro do líder Nacional. Restam agora apenas duas partidas.

A equipe brasileira contou com algumas mudanças táticas com o novo comandante e até o retorno do volante Gabriel após sete meses se recuperando de lesão. Mas não foi bem ofensivamente durante quase toda a partida e sofreu o gol da derrota, feito por Nico López, aos 5min da etapa final.

Pela Libertadores, o Palmeiras volta a campo somente no dia 6 de abril, quando visita o Rosário Central, na Argentina, pela quinta rodada do grupo. Já pelo Campeonato Paulista, o time alviverde joga no próximo domingo (20), contra o Audax, em Osasco.

O JOGO

Cuca desmanchou o 4-2-3-1 de Marcelo Oliveira e armou o Palmeiras no 4-4-2, com Allione e Zé Roberto na armação do time, enquanto os volantes Arouca e Gabriel ficavam mais preocupados com a marcação.

Porém, alguns erros da gestão anterior continuaram a acontecer. Com muitos erros nos passes, o time alviverde foi muito mal no momento ofensivo e não conseguiu finalizar nenhuma vez sequer contra a meta adversária antes do intervalo.

Apesar de a equipe brasileira ter mais posse de bola, a falta de aproximação entre o meio de campo e o ataque deixaram Dudu e Alecsandro muito isolados na frente.

Na defesa, os laterais Lucas e Egídio foram muito mal na marcação e permitiram ao Nacional construir boas jogadas em velocidade pelos lado do campo. O goleiro Fernando Prass, porém, conseguiu evitar os lances mais perigosos do time uruguaio com boas saídas do gol.

Buscando aumentar a produção ofensiva da equipe, Cuca promoveu as entradas de Robinho e Gabriel Jesus nos lugares de Allione e Egídio logo na volta dos vestiários.

Mas o gol do atacante Nico López, de cabeça, aos 5min, freou a expectativa de melhora palmeirense em campo.
Depois, mesmo com muitos erros nos passes e com a falta de aproximação entre os setores da equipe, o Palmeiras teve mais presença ofensiva e buscou pressionar o Nacional até o apito final.

Nem a entrada do atacante Barrios e os muitos cruzamentos para a grande área uruguaia foram suficientes para o time alviverde chegar ao empate.

NACIONAL

Conde; S. Romero, Victorino, Polenta e Espino; Porras, Carballo, Barcia (Cabrera) e K. Ramírez (Tabó); N. López e S. Fernández (Eguren)
T.: G. Munúa

PALMEIRAS

F. Prass; Lucas, E. Dracena, V. Hugo e Egídio (Robinho); Gabriel (Barrios), Arouca, Allione (G. Jesus) e Zé Roberto; Dudu e Alecsandro
T.: Cuca
Estádio: Gran Parque Central, em Montevidéu
Árbitro: Carlos Vera (Equador)
Gol: N. López, aos 5min do 2º tempo
Cartões amarelos: Porras, N. López (N), Lucas, Alecsandro e Arouca (P)

Por Folhapress

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir