Economia

Na Aleam, profissionais discutem ações para recuperação do turismo no Amazonas

O evento trouxe como tema principal o valor do ser humano como a matéria prima para o desenvolvimento do turismo - foto: Divulgação

O evento trouxe como tema principal o valor do ser humano como a matéria prima para o desenvolvimento do turismo – foto: Divulgação

Mais de 300 pessoas participaram da 1ª Convenção Amazonense dos Turismólogos, entre acadêmicos e profissionais, na manhã desta terça-feira (27), no plenário da Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam).

O evento trouxe como tema principal o valor do ser humano como a matéria prima para o desenvolvimento do turismo. Segundo o deputado estadual e presidente da Comissão de Turismo da Assembleia (Ctur/Aleam), Francisco Souza (PTN), o Amazonas se tornou o pioneiro em sediar uma convenção estadual de grande porte e se torna um exemplo para outros estados brasileiros.

“Estamos comemorando o dia estadual dos turismólogos, com uma lei de minha autoria, de resolução nº 3.822/2012, mostrando a importância desse profissional”, declarou.

A presidente da Empresa Estadual de Turismo (AmazonasTur), Oreni Braga, explicou durante o encontro que já estão pautadas ações de recuperação para o setor no Estado em 2017.

“A capital e os outros municípios precisam receber infraestrutura. A marca que leva o nome do nosso Estado deve ser promovida no mercado nacional e internacional. Devemos intensificar a presença do Amazonas nesses mercados, pois temos um grande potencial. Estamos entre os dez principais destinos turísticos reconhecidos pela Empresa Brasileira de Turismo (Embratur). Temos que ampliar a oferta e a conectividade de voos porque sabemos que não adianta ter um belo produto se não tivermos voos para trazerem os turistas. Hoje, Manaus conta apenas com um centro de convenções que atende a sociedade e os eventos que estão chegando na cidade. Em outubro estaremos iniciando a segunda etapa que irá transformar a capacidade de atendimento desse centro. O objetivo é atender aproximadamente 10 mil pessoas simultaneamente. Também estamos preparando para as comunidades centros de atendimentos aos turistas, pousadas comunitárias e centrais de artesanatos para atender melhor os turistas. O desafio é fazer com que o Brasil coloque na sua pauta econômica o turismo como prioridade”, disse.

O presidente nacional da Associação Brasileira de Turismólogos e Profissionais do Turismo (ABBTUR), Elzário Pereira Junior, apresentou para os profissionais e acadêmicos um pouco do contexto histórico da entidade que completa quase 40 anos de luta política pela valorização do profissional no mercado de trabalho. A instituição busca no poder executivo a criação do Conselho Federal de Turismo, para a fiscalização do exercício profissional.

O presidente regional da associação, Itamar Solto, destacou a importância da criação de um conselho profissional.

“A classe tem que se unir para alcançar respeito da sociedade. Isso só acontecerá quando as políticas voltadas ao turismo, reconhecerem de fato e direito a importância social da profissão”, explicou o presidente da Abbtur/AM.

Com informações da assessoria

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir