Cultura

Músicos amazonense buscam votos para o ‘Brazilian Day’, em New York

Três representantes da música amazonense já se cadastraram e agora buscam votos - foto: divulgação

Três representantes da música amazonense já se cadastraram e agora buscam votos – foto: divulgação

A largada foi dada no início deste mês – até o dia 17 de maio, bandas de todo o Brasil podem se inscrever no site ClapMe e participar do concurso “Passaporte Brazilian Day”. O vencedor vai se apresentar no evento que, realizado desde 2008, celebra a cultura brasileira. Trata-se do “Brazilian Day San Diego”, bem mais novo que o evento realizado há 30 anos em Nova York.

Três representantes da música amazonense já se cadastraram e agora buscam votos. As bandas Cabocrioulo, Casa de Caba e a cantora Márcia Novo concorrem a uma vaga na oitava edição do festival, realizada em San Diego, no sul da Califórnia.

Para Milton Jorge, da Cabocrioulo, trata-se de uma oportunidade de fortalecer o cenário da música autoral local. “É uma vitrine”, resume. Na sexta-feira (8), pouco depois de formalizar sua participação no concurso, a banda viajou para Boa Vista/RR, onde fez o lançamento do segundo CD, “Afroregionalizado”. “A partir de agora, vamos intensificar nossa divulgação nos shows”, explica.

Com apresentações realizadas em São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais, Milton declara que as expectativas com relação ao público estrangeiro são as melhores possíveis. “Recebemos várias referências do pessoal da Os Tucumanus”, diz Milton, sobre a banda amazonense selecionada para o festival homônimo de Nova York, em 2012.

Caso confirmada, a escolha da Cabocrioulo para esta versão do Brazilian Day vem marcar uma fase prolífica para a banda, pelo menos no que diz respeito a lançamentos. No início de junho, o grupo deve lançar seu terceiro disco. Devido a questões de agenda e falta de recursos financeiros, entre outros contratempos, “Afroregionalizado” demorou anos para ser gravado. “O resultado foi que acabamos acumulando um repertório considerável após o lançamento de “Percuteria Eletroacústica”, em 2008”, explica o vocalista.

Experiência

Embora prefira seguir o procedimento padrão de artistas que acabam de surgir no cenário – primeiro ganhar visibilidade no mercado local para, a partir daí, tentar a sorte em outras paragens – o vocalista e violonista da Casa de Caba, Magaiver Santos, acredita que o “Brazilian Day” será uma chance de divulgar o trabalho. “Acho fundamental ter um trabalho físico para então realizarmos uma turnê. Apesar disso, só chegar a São Paulo pode ser considerada uma experiência interessante”, argumenta.

A Casa de Caba encontra-se em fase de gravação do primeiro registro oficial, cujo formato final – álbum ou EP – será definido de acordo com as condições financeiras da banda. “Pretendemos apresentar um formato diferente para o show de lançamento, com dez músicas inéditas”, revela o vocalista.

Atualmente, a banda procura um guitarrista para preencher a vaga deixada por Jeorgio Claudino.

Estratégia pelas redes sociais

Disponibilizado no YouTube na última quinta-feira (7), o clipe “A Casa do Caribe”, estrelado pela cantora Márcia Novo, já registrava quase 2 mil visualizações no início desta semana. A divulgação do vídeo nas redes sociais, por meio de mensagens e compartilhamentos, é uma das estratégias que a cantora deve utilizar para conquistar a vaga no Brazilian Day San Diego. “Não existem barreiras no mundo atual”, opina Márcia.

Apostando na mistura de ritmos e linguagens, o repertório da cantora assimila influências que vão do pop rock à estética amazônida. “Meu objetivo é tornar minha música reconhecível para a maior parte do público”, diz.

Márcia chegou a São Paulo ontem para divulgar o clipe de “Casa do Caribe” ao lado da gravadora Atração, com a qual assinou contrato recentemente. Há 2 anos, Marcia realiza pesquisa de repertório que contempla músicas de artistas como Chico da Silva, Gonzaga Blantez e Marcelo Nakamura. O resultado poderá ser conferido, junto com canções da própria cantora, em DVD previsto para o fim do ano.

Regulamento para participar

Bandas ou artistas de qualquer gênero podem se inscrever na plataforma Clap Me (clapme.com/concurso/brazilianday), com uma música autoral publicada no YouTube. A curadoria é realizada por meio de votos dos fãs (via “claps” ou “aplausos” em inglês), abertos até o dia 31 de maio, e também de uma banca de jurados. Os critérios adotados pelos jurados são: desenvoltura, arranjos & melodia, letra & composição, profissionalismo & maturidade artística e, por fim, engajamento social & digital.

Na semifinal, dez bandas/artistas selecionados (7 via jurados e 3 via claps) se apresentam em um estúdio de São Paulo (SP), no mês de junho, em data a confirmar. As cinco performances mais votadas via claps e jurados estão classificadas para a grande final, que consiste numa apresentação em evento em São Paulo (SP), em julho. Uma banda/artista será consagrada vencedora do primeiro concurso Passaporte Brazilian Day.

 

DANIEL AMORIM Especial EM TEMPO

 

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Quis autem vel eum iure reprehenderit qui in ea voluptate velit esse quam nihil molestiae consequatur, vel illum qui dolorem?

Temporibus autem quibusdam et aut officiis debitis aut rerum necessitatibus saepe eveniet.

Copyright © 2016 EM TEMPO Online. Todos Os Direitos Reservados.

Subir