Política em Foco

Municípios amargam perda de quase R$ 5 milhões

Se para o governo do Estado a crise econômica afetou em cheio a arrecadação, para os municípios a falta de recursos fez um “strike” nas contas municipais. Em fevereiro deste ano, as cidades do interior do Amazonas deixaram de receber R$ 4,7 milhões referentes ao Fundo de Participação dos Municípios (FPM) – principal fonte de recursos para as cidades de pequeno e médio porte.

Tendência é piorar…

De acordo com dados da Confederação Nacional dos Municípios (CNM), em fevereiro deste ano os municípios do Amazonas receberam R$ 30,8 milhões. No mesmo período do ano passado, o valor destinado às cidades foi de R$ 35,5 milhões, já considerado abaixo do esperado, em 2015. Agora, segundo a CNM, os prefeitos devem se preparar para o pior dos cenários.

Crise versus eleição

Às vésperas das eleições municipais os prefeitos têm de lidar com a insatisfação da população estando com as mãos atadas: com poucos recursos do FPM e sem recursos de convênios federais. Dizem que alguns já até cogitam nem disputar a reeleição de tão desanimados com a falta de verbas. Será?

Duas frentes

Ao que tudo indica o governo do Estado quer mesmo investir em uma nova matriz econômica ambiental para o Amazonas. Isto porque enquanto o governador José Melo (Pros) reunia ambientalistas, secretários de Estado, representantes mundiais e empreendedores, a secretária de Estado e Relações Institucionais e Representação do Amazonas, Nafice Bácry Valoz, foi a São Paulo, acompanhada da secretária-executiva da pasta, Sônia Rodrigues Ramos, para uma reunião com a diretoria do Banco do Brasil e da Fundação Ezute.

Estratégia para gerar resultados

As reuniões são para garantir que as duas instituições apostem todas as fichas na nova matriz econômica ambiental do Amazonas. No Banco do Brasil, o assunto foi financeiro. Mas, na Fundação Ezute, a intenção é utilizar a expertise da instituição para dar forma a nova matriz econômica. A fundação é conhecida nacionalmente por “atuação integradoras em projetos de interesse nacional e regional, tem foco estratégico direcionado para gerar resultados através de soluções que contribuam para o domínio e aplicação de tecnologia crítica, competitividade e eficácia gerencial”.

Mera coincidência

Nas redes sociais, o ministro de Minas e Energia, Eduardo Braga (PMDB), que estará em Manaus amanhã, disse que tem a honra de ver que a criação de um programa tão similar ao “Zona Franca Verde”, criado por ele quando foi governador do Amazonas. O programa tinha como objetivo incentivar práticas sustentáveis e preservar o meio ambienta, gerando emprego e renda para famílias no interior do Estado. Dizem que qualquer semelhança com a iniciativa do governo é mera coincidência.

Articulação

O deputado federal e presidente do PR no Amazonas, Alfredo Nascimento, se reuniu, na última terça-feira (01/03), com o prefeito de Tefé, Jucimar Veloso (PMDB), o “Papi”, e o ex-secretário de Esportes e ex-deputado estadual Lupércio Ramos (PMDB). Nos corredores da Câmara dos Deputados, comentavam que a reunião foi para tratar do futuro político de Papi e Lupércio. Vem novidade por aí…

Sugestões:
ccavalcante16@gmail.com
99229-2981/3090-1044

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir