Sem categoria

Município de Canutama sai da situação de emergência, diz Defesa Civil

 Neste ano, a enchente chegou a afetar 92.024 famílias em 46 municípios em Situação de emergência e dois em estado de calamidade pública - foto: divulgação

Neste ano, a enchente chegou a afetar 92.024 famílias em 46 municípios em Situação de emergência e dois em estado de calamidade pública – foto: divulgação

O município de Canutama, na calha do Purus saiu nesta quarta-feira (19), da situação de emergência por conta da enchente e vai fazer parte do cronograma de atendimento da Defesa Civil na “Operação Vazante”. Com esta cidade sobre para 16 o número de municípios que deixaram a condição emergencial e um que saiu do estado de calamidade pública.

“Nós lançamos nesta semana a ‘Operação Vazante’, que está atendendo inicialmente com 10 mil kits de limpeza, 17 municípios das calhas do Juruá, Purus, Alto e Baixo Solimões, Médio e Baixo Amazonas. Numa segunda fase da ação, outros 12 mil kits serão distribuídos com o objetivo de prevenir e garantir a saúde da população do interior, já que neste período de descida das águas é comum o acumulo de lixo nas ruas e residências, o aparecimento de doenças parasitológicas é constante”, enfatizou o subcomandante da Defesa Civil AM, coronel Fernando Pires Junior.

Saíram da emergência os municípios de: Guajará, Ipixuna, Itamarati, Envira, Eirunepé, Carauarí, Pauiní, Tabatinga, Amaturá, Borba, Codajás, Boa Vista do Ramos, Parintins, Itacoatiara, Barreirinha e Canutama. Boca do Acre, no Purus, que decretou Estado de Calamidade Pública, também deixou esta condição.

Enchente 2015 e o recorde histórico de ajuda humanitária – Neste ano, a enchente chegou a afetar 92.024 famílias em 46 municípios em Situação de Emergência e dois em Estado de Calamidade Pública. O Governo do Estado, por meio da Defesa Civil do Amazonas, atendeu todas as cidades com ajuda humanitária.

Um montante de 1.400 toneladas de alimentos não perecíveis e ainda de kits dormitório (colchões, redes, mosquiteiros) kits de higiene pessoal, medicamentos, filtros de água, água potável, hipoclorito de sódio e madeira para a construção de pontes e marombas. O volume de produtos distribuídos às famílias afetadas pela enchente garantiu um recorde ao Estado como a maior ajuda humanitária realizada em toda a história de desastres naturais no Amazonas.

Com informações da assessoria de comunicação

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Quis autem vel eum iure reprehenderit qui in ea voluptate velit esse quam nihil molestiae consequatur, vel illum qui dolorem?

Temporibus autem quibusdam et aut officiis debitis aut rerum necessitatibus saepe eveniet.

Copyright © 2016 EM TEMPO Online. Todos Os Direitos Reservados.

Subir