barra portal

EM TEMPO - Últimas notícias

Pela segunda vez este ano, uma pessoa caiu da Ponte Rio-Niterói e foi resgatada com...
  Um caminhão que transportava gás se chocou, na noite desta sexta-feira...
A preocupação com o superendividamento dos brasileiros pode levar à criação de uma...
  Um caminhão de som perdeu o controle na tarde desta sexta-feira (18) e...
O cabelereiro identificado como Emerson Araújo Souza, 34, foi assassinado a tiros...
  Um homem identificado como Armando Geraldo Tavares, 43, foi assassinado...
  Uma Frontier, prata, de placas OAE-1577, perdeu invadiu na noite de ontem...
  O lançamento do Projeto Vida por Vidas, ação solidária dos jovens...

Instintos fora de controle

Se as mulheres soubessem como se comportar, haveria menos estupros. Esta provocação do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) recebeu a concordância de 58,5% dos entrevistados. Tem mais: 7,6% discordam parcialmente desse absurdo e 3,6% se dizem neutros em relação ao assunto.

 

 

Em outra provocação – “Mulheres que usam roupas que mostram o corpo merecem ser atacadas” – a situação não é menos calamitosa: 65,1% concordam inteiramente (42,7%) ou parcialmente ((22,4%), 8,4% discordam parcialmente e 2,5% se declaram neutros.      


A pesquisa do Ipea, divulgada ontem, ouviu 3.810 pessoas entre maio e junho do ano passado em 212 cidades. Do total de entrevistados, 66,5% são mulheres (a assessoria do Ipea não informou qual o percentual de homens e mulheres opinaram especificamente em relação à questão do comportamento feminino).

 

Embora essas respostas favoreçam a conclusão de que “a provocação” das mulheres leve a esse tipo de violência (estupro), também deixa claro que os “homens não sabem controlar seus instintos sexuais”.


Saber se comportar? Usar roupas que mostram o corpo? Como se tentaria explicar ou justificar os estupros coletivos na Índia, por exemplo, e em países do Oriente Médio, onde as mulheres não mostram, senão os olhos? Levantamento do Hospital Pérola Byington, que atende vítimas de agressão sexual na Grande São Paulo, mostra que a maioria dos ataques ocorre no começo da manhã ou no fim do dia, quando as mulheres vão ou voltam do trabalho ou da escola e não vestem qualquer “atrativo especial”.


Os “instintos sexuais” dos homens estão cada vez mais fora de controle. Em todo o mundo aumenta o número de estupros. O que há de especial é que isso ocorre quando existe mais liberdade sexual e quando a hegemonia do homem também está, a cada dia, mais ameaçada.


03º BLOCO JORNAL 18 04 2014
03º BLOCO JORNAL 18 04 2014
02º BLOCO JORNAL 18 04 2014
02º BLOCO JORNAL 18 04 2014
01º BLOCO JORNAL 18 04 2014
01º BLOCO JORNAL 18 04 2014
3º BLOCO AGORA 18 04 2014
3º BLOCO AGORA 18 04 2014

1º BLOCO AGORA 18 04 2014
1º BLOCO AGORA 18 04 2014
2º BLOCO AGORA 18 04 2014
2º BLOCO AGORA 18 04 2014
Projeto de lei pretende proibir atuação de flanelinhas em Manaus
Projeto de lei pretende proibir atuação de "flanelinhas" em Manaus
Em acerto de contas homem é morto com 3 tiros no Centro de Manaus
Em acerto de contas homem é morto com 3 tiros no Centro de Manaus

Pesquisar no site

Rádio EM TEMPO

Videorreportagem Agora

Entrevistas

  • EM TEMPO
  • Agora

capa

capa agora

Articulistas

manaus-entre-as-16-mais   De 1500 a 1822 foram 322 anos de extorsão, roubos, escravidão, chicotadas, apropriações,...
por Luiz Flávio Gomes
ladrões-de-bicicleta   Semana Santa, cidade toda engalanada, já se preparando para a Copa do Mundo em junho, tudo...
por Flávio Lauria

Facebook

Charge do dia

charge-do-dia-19-de-abril-de-2014

publicidade

julio sumiu
Our website is protected by DMC Firewall!