País

Mulheres aproveitam Olimpíada e tomam banho nuas na rua em defesa do veganismo

Integrantes da organização Pessoas a Favor do Tratamento Ético aos Animais (Peta) protestam no centro do Rio contra consumo de carne e desperdício de água para divulgar o veganismo - foto: Flávia Villela/Agência Brasil

Integrantes da organização Peta protestam no centro do Rio contra consumo de carne e desperdício de água para divulgar o veganismo – foto: Flávia Villela/Agência Brasil

Vegana há 20 anos, a diretora associada de campanhas da Peta, Ashley Byrne, contou que o banho é uma performance que tem dado bons resultados em outros países e a Olimpíada Rio 2016 é o evento ideal para conscientizar um público ainda maior. “O mundo está de olho no Rio por causa dos Jogos e essa é a oportunidade para que mais pessoas saibam que a indústria da carne está causando destruição massiva ao meio ambiente. Não apenas desperdício de água, como também erosão do solo, aquecimento global, sofrimento dos animais”, declarou ela.

“Dados e estatísticas, apenas, geralmente não são suficientes para engajar as pessoas. Mas um banho como este faz as pessoas pararem um pouco para aprender sobre os fatos e depois procurarem mais informação sobre as vantagens de ser vegano e de seus benefícios para o meio-ambiente”.

Byrn ressaltou que uma pessoa que adota o veganismo economiza até 829 mil litros de água por ano. Uma tonelada de vegetais exigem o consumo de 322 mil litros de água. Para produzir 1kg de carne – garante a peta – são necessários 15 milhões de litros de água e para um litro de leite, 683 litros de água.

O ascensorista Pedro Soares estava no horário de almoço quando passou pelo Largo da Carioca. “Não tinha como não parar para ver. Não é sempre que duas belas mulheres tomam banho ao ar livre”, brincou ele. Carnívoro, não sabia que se gastava tanta água com a produção de um bife. “Não vivo sem uma carninha, mas posso tentar diminuir, tentar comer dia sim, dia não”, disse o ascensorista.

Por Agência Brasil

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir