Dia a dia

Mulher é suspeita de prostituir filha de 14 anos em troca de drogas

Vítima foi levada pelo conselheiro à Depca, para prestar depoimentos sobre os abusos – Fotos: Arthur Castro

 

Com o objetivo de conseguir dinheiro para comprar drogas para consumir, uma mulher de 30 anos é suspeita de prostituir a própria filha, de 14 anos, e agenciá-la a homens e idosos com idades entre 50 e 60 anos. Os crimes, que aconteciam no bairro Novo Reino, Zona Leste, foram registrados nesta sexta-feira (19), na Delegacia Especializada em Proteção à Criança e ao Adolescente (Depca), após a adolescente denunciar o caso à direção da escola – que acionou o Conselho Tutelar.

De acordo com o conselheiro Hildo Almeida, a jovem era obrigada a fazer sexo com os “clientes” para que a mãe sustentasse o vício.

“A mulher agenciava a adolescente para homens mais velhos, que a levavam para motéis das Zonas Norte e Leste. A jovem não soube informar qual era o valor cobrado por cada relação sexual, mas disse que os crimes aconteciam com frequência”, disse.

O conselheiro informou ainda que a jovem possui irmãos, que, segundo ele, podem ser novas vítimas da suspeita. “Ela tem outra irmã, de 12 anos, e um jovem de 15 anos. Precisamos investigar para evitar que esses adolescentes sejam novas vítimas”, desabafou.

A plantonista da Depca, Íris Trevisan, explicou que um inquérito de investigação foi aberto para que o caso seja melhor apurado.

O crime registrado na Delegacia Especializada em Proteção à Criança e ao Adolescente (Depca) 

“Se comprovarmos que a criança vinha sendo abusada sexualmente em troca de dinheiro, a mãe dela será ouvida e poderá responder pelos crimes de favorecimento à prostituição e corrupção de menores”, disse, ao ressaltar que a vítima foi encaminhada ao Serviço de Acolhimento Institucional à Criança e ao Adolescente (Saica), na Compensa, Zona Oeste, onde ficará até a conclusão do inquérito.

Estupro

Ainda na tarde desta sexta, uma mulher de 29 anos registrou um crime de estupro de vulnerável cometido pelo marido, de 33 anos, que é suspeito de aliciar a enteada de apenas 6 anos. Os crimes aconteciam na casa da vítima, na Terra Nova, Zona Norte.

Luís Henrique Oliveira
EM TEMPO

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais lidas

Subir