Dia a dia

Mulher é presa após envolvimento em tentativa de assassinato, na Zona Centro-Sul

Wanessa Santana Soares foi presa preventivamente na tarde desta terça-feira (16), em cumprimento a mandado de prisão pelas equipes da DEHS - foto: Arthur Castro

Wanessa Santana Soares foi presa preventivamente na tarde desta terça-feira (16), em cumprimento a mandado de prisão pelas equipes da DEHS – foto: Arthur Castro

Wanessa Santana Soares, 22, foi presa preventivamente na tarde desta terça-feira (16), às 14h30, em cumprimento a mandado de prisão pelas equipes da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS) e Delegacia Especializada em Crimes Contra a Mulher (DECCM). A ação foi decorrente à  tentativa de homicídio de Edinilce Barbosa Fernandes, 40. O atentado contra a vítima aconteceu no dia 22 de junho deste ano, por volta das 22h, no beco do Aleixo, Bairro Aleixo, Zona Centro-Sul de Manaus.

Segundo a polícia, nessa data, às 12h, Marialdo Moraes da Silva Junior, 22, companheiro de Wanessa, ligou para a vítima dizendo que iria levá-la para morar com ele. Depois, por volta das 22h, disse para ela que estava esperando no local, de fato, para se deslocarem até a casa dele. Edinilce foi ao encontro de Marialdo, mas ao confirmar, por telefone, com uma amiga que iriam se encontrar mais tarde, ele se exaltou e começou a agredir a vítima com empurrões e socos, dando início à luta corporal entre ambos.

Em seguida, Wanessa Soares apareceu no local e desferiu golpes com uma faca em Edinilce, que atingiram o rosto dela. Depois, ela entregou a faca para Marialdo, que também desferiu golpes contra a vítima, enquanto a mulher começou a agredir a Edinilce com socos.

Após a violência cometida, Marialdo fugiu do local acompanhado de Wanessa, enquanto a vítima foi socorrida e encaminhada para o hospital João Lúcio, Zona Leste, onde foi submetida a uma cirurgia. Ela recebeu alta no dia 25, e no dia 28 de junho, foi à delegacia para prestar depoimento e esclarecer a relação que tinha com ambos.

A suspeita que estava foragida, já tinha sido intimada para prestar depoimento pela morte de Marialdo, que foi no dia 14 de julho, na rua Iguaíba, bairro Novo Aleixo, Zona Norte de Manaus.

Por equipe EM TEMPO Online

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir