Esportes

Mudança para 4-4-2 impulsiona Flamengo em virada

Flamengo do técnico Zé Ricardo ocupa vice-liderança do Campeonato Brasileiro - foto: Gilvan de Souza/Flamengo

Flamengo do técnico Zé Ricardo ocupa vice-liderança do Campeonato Brasileiro – foto: Gilvan de Souza/Flamengo

Enquanto atuou no esquema 4-3-3, o Flamengo seguiu zerado diante do Cruzeiro e ainda sofreu gol aos 29 minutos do segundo tempo. Três minutos depois, porém, Zé Ricardo promoveu a entrada do meia Alan Patrick no lugar do atacante Everton, deixando a equipe na formação 4-4-2. O estilo ofensivo no meio-campo foi mantida com o meia Mancuello, que substituiu o volante Márcio Araújo.

O que se viu nos minutos finais foi uma formação produtiva, com uma pitada de sorte. Alan Patrick deu assistências para os dois gols da virada por 2 a 1, marcados por Guerrero e pelo próprio Mancuello. O resultado deixou o técnico satisfeito.

“Com o cansaço dos atletas, o contra-ataque ficou oferecido para eles. Com a entrada do Mancuello e do Alan, estabelecemos um 4-4-2, que foi a formação que poderia dar mais resultado, mas mesmo assim o Cruzeiro continuou chegando com perigo. Tivemos um pingo de sorte e conseguimos conquistar a vitória”, ponderou.

O comandante rubro-negro prefere não ser elogiado pelas mudanças. Segundo ele, a “estrela” pela reviravolta no confronto pertence mais aos atletas que deixaram o banco e cumpriram seus papéis.

“A gente procura deixá-los sempre em estado de alerta. A questão da estrela é consequência de muita coisa, principalmente de trabalho. Mais do que minha, a estrela é deles, é dos atletas que entram e conseguem uma modificação na partida. A gente faz as substituições tentando mudar alguma coisa que no momento não esteja rendendo tão bem. Volto a dizer: o mérito é totalmente dos atletas”, afirmou Zé Ricardo.

O próximo jogo do Flamengo no Campeonato Brasileiro será no próximo sábado (1), diante do São Paulo no Morumbi. Antes disso, no entanto, a equipe volta a entrar em campo no estádio Kléber Andrade, em Cariacica (ES), na quarta-feira (28), às 21h45 (de Brasília), contra o chileno Palestino, pela Copa Sul-Americana.

Por Folhapress

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir