Dia a dia

MPE-AM investiga se há núcleo empresarial envolvido no desvio de mais de R$10 mi, no interior

Mariolino-Siqueira-Edmar-Barros-FreeLance.

A operação visa desarticular uma organização criminosa que causou prejuízos de mais de R$ 10 milhões à prefeitura de Santa Isabel do Rio Negro, nos últimos três anos – foto: Edmar Barros

Após cumprir oito mandatos de prisões, o Ministério Público do Estado do Amazonas (MPE-AM) segue com o desdobramento da operação ‘Timbó’. O prefeito de Santa Isabel do Rio Negro, Mariolino Siqueira (PDT), foi um dos principais suspeitos detidos na ação, na última terça. Agora ouvindo os suspeitos, o Grupo de Atuação Especial de Combate às Organizações Criminosas (Gaeco), informou que pode haver um núcleo empresarial envolvido, mas a descoberta desse núcleo depende do rumo dos depoimentos.

O MPE informou que não pode dar mais detalhes sobre o que está por vir, pois a investigação ocorre em segredo de Justiça. A operação do Ministério, que é realizada pelo Gaeco e com o apoio da Secretaria de Segurança Pública e Secretaria Adjunta de Inteligência (Seal), visa desarticular uma organização criminosa que causou prejuízos de mais de R$ 10 milhões à prefeitura de Santa Isabel do Rio Negro, nos últimos três anos.

Ao todo, foram expedidos quatro mandados de prisão preventiva, quatro mandados de prisão temporária, 16 mandados de busca e apreensão de material de informática, eletrônicos, documentos e processos de pagamento para cumprimentos nas comarcas de Manaus, Iranduba e Santa Isabel do Rio Negro, além do sequestro de patrimônio dos investigados.

Entre os que já foram presos, além do prefeito do município, está a esposa dele, Regina Flávia Dias Coimbra; o filho e contador da prefeitura, Mariolino Siqueira de Oliveira Júnior; os secretários de administração, João Amorim Ribeiro Júnior; de finanças, Sebastião Ferreira de Moraes e de obras, Carlos Augusto Araújo dos Santos. Além desses, a coordenadora da casa de apoio da prefeitura, Bruna Soraya da Silva Barbosa e o taxista Raimundo Mendes Neto.

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir