Dia a dia

Movimento pede nas ruas da capital, “Mais Amor , Por Favor”

DIA_ MANIFESTAÇÃO DO AMOR _ LARGO_ IONE MORENO (1)

Mais de 50 pessoas entre profissionais liberais, médicos, universitários e autônomos se reuniram na tarde deste sábado no Largo São Sebastião, zona Central da Capital, para pedir “Mais Amor, Por Favor”. Com rostos pintados, cartazes, balões e até fazendo bolinhas de sabão os voluntários pediam “Amor”.

De acordo com um dos coordenadores do movimento Carlos Melchizedek, o movimento Mais Amor, Por Favor, busca principalmente difundir o amor e a paz entre as pessoas, “para que toda essa violência que circula entre nós fique de lado, para que a partir daí o ser humano procure a sua mudança”. “A sociedade hoje clama por amor. Nós temos casos de extrema violência no mundo. O amor está doente na sociedade e as pessoas são as principais vítimas. Com esse movimento queremos distribuir este sentimento. Através de flores, poemas, balões e muita alegria”, disse.

Carlos disse ainda que o movimento tem somente três meses de existência e luta por algumas causas específicas como a dos moradores de rua. Para essas pessoas os voluntários levam alimentos, remédios e roupas. “Dentre nossas atividades há o ‘Cozinha com amor’, que leva sopão solidário aos moradores de rua. Queremos mostrar para eles a importância desse sentimento”, apontou.

Carlos enfatiza ainda que o movimento é ecumênico e reúne mais de 500 pessoas. “Esse é o nosso primeiro evento público aqui no Largo, mas trabalhamos com diversas ações de ajuda a moradores de rua e a quem necessitar. Seja na coleta de roupas usadas, com alimentação e materiais de limpeza”, explicou.

Para a universitária Leandra Vasconcellos, 45, é extremante importante que movimentos como esses possam existir com o objetivo principal de fomentar o amor entre as pessoas, para que juntos possamos lutar contra esse inimigo mortal que é a violência. “Precisamos amar uns aos outros, assim como diz a Bíblia, mas hoje as pessoas preferem amar o forró, o pagode e as coisas que fazem bem para alma. Já o espírito fica de lado” ressaltou Leandra.

O coordenador disse ainda que essa semana o movimento inicia as atividades do consultório de rua, com uma equipe médica, que vai atender aos moradores de rua, levando a eles mais tranquilidade e amparo nas noites.

Agenda

Os voluntários já estão organizando um outro evento, ainda sem local definido, que irá ocorrer no dia 27 de setembro e contará com diversas atividades e atendimentos.

Interessados em ajudar podem procurar mais informações no prédio do antigo Diretório Central dos Estudantes  (DCE), da Universidade Federal do Amazonas  (Ufam), localizado na avenida Joaquim Nabuco, Nº 1049, Centro.

Por Mairkon Castro

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir