Dia a dia

Mototaxistas fazem ato em frente a prefeitura

Taxistas

A Polícia Militar (PM) e agentes do Instituto Municipal de Engenharia e Fiscalização do Trânsito de Manaus (Manaustrans) foram acionados. A manifestação ocorreu de forma pacífica. foto: Josemar Antunes.

Aproximadamente 200 mototaxistas protestaram, na manhã dessa segunda-feira (14), em frente à sede da Prefeitura de Manaus, na Zona Oeste da capital. Desta vez, ao contrários de ações anteriores em que exigiram fiscalização contra os trabalhadores clandestinos e maior agilidade na licitação para novas vagas no sistema, os manifestantes pediram o fim da fiscalização contra os que ainda não obtiveram a licença.

Os mototaxistas reclamaram que gastaram um alto valor para se adequar às normas, mas durante o processo licitatório foram desclassificados por não atenderem um dos requisitos do edital: de ter pelos menos dois anos com Carteira Nacional de Habilitação (CNH).

Raimundo Nonato Silva dos Santos, 33, argumentou que há cinco anos possui CNH. Segundo ele, alcançou a pontuação mínima de 65, porém foi perseguido pelos fiscais e terminou com 50 pontos. “Eu não entendi os argumentos da minha perda da minha pontuação. Eu fiz todo o processo e alcancei os 65 pontos que era exigido. Eles acabaram me tirando 15 pontos”, reclamou.

A Polícia Militar (PM) e agentes do Instituto Municipal de Engenharia e Fiscalização do Trânsito de Manaus (Manaustrans) foram acionados. A manifestação ocorreu de forma pacífica.

 

Por Josemar Antunes

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir