Dia a dia

Mototaxista é preso após se passar por funcionário da Manaus Ambiental e cobrar para fazer ‘gato’

O homem foi levado para a 3º Distrito Interativo de Polícia (DIP), onde foi autuado pelo crime de estelionato - foto: divulgação

O homem foi levado para a 3º Distrito Interativo de Polícia (DIP), onde foi autuado pelo crime de estelionato – foto: divulgação

O mototaxista Harlison Araújo Pinto, 23, foi preso após se passar por funcionário da Manaus Ambiental e cobrar R$ 300 de uma autônoma de 33 anos para ‘reduzir’ o consumo de água da casa dela. O fato ocorreu na tarde desta quarta-feira (30), na comunidade Santa Luzia, bairro Japiim 1, Zona Sul de Manaus.

De acordo com informações da polícia, Harlison é ex-funcionário da Manaus Ambiental. Ele foi desligado da empresa em maio de 2015.

Quando estava no órgão, trabalhava fazendo entrega das contas de água nas casas dos consumidores. Após a demissão, o homem continuou utilizando a identificação da empresa normalmente, bem como o fardamento e adesivos no carro, para não levantar suspeitas. Com isso, ele oferecia ‘serviços de redução do consumo de água’, cobrando pela atividade.

Ainda conforme a polícia, o suspeito foi até a casa da autônoma e ofereceu os serviços, cobrando R$ 300. A mulher aceitou a proposta e pagou R$ 100 para que o falso funcionário iniciasse o trabalho.

Populares, desconfiados de que o homem não era funcionário da Manaus Ambiental, pois dirigia um carro modelo Saveiro, de cor preta, que não é padrão da empresa, acionaram a polícia.

Os policiais militares da 3ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom) conseguiram prender o suspeito em flagrante. O homem foi levado para a 3º Distrito Interativo de Polícia (DIP), onde foi autuado pelo crime de estelionato.

Por equipe EM TEMPO online

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir