Sem categoria

Mototaxista é assassinado após reagir a assalto no Parque das Nações

A Polícia Militar informou que um dos tiros atravessou o corpo da vítima e perfurou o tanque da moto - foto: divulgação

A Polícia Militar informou que um dos tiros atravessou o corpo da Gilberto e perfurou o tanque da moto do mesmo  – foto: divulgação

O mototaxista, Gilberto Oliveira Xavier, 42, foi morto com dois tiros na costa, durante uma tentativa de assalto feita por dois homens ainda não identificados, que queriam levar a moto Honda CG 150 de cor preta e placas JXI-4242. O crime ocorreu por volta das 20h de ontem (7) na rua Inglaterra do bairro Parque das Nações, Zona Norte.

De acordo com informações de policiais militares da 12º Companhia Interativa Comunitária (Cicom) Gilberto ainda travou luta corporal com os bandidos antes de ser morto. “As testemunhas informaram que viram no momento em que o mototaxista estava em luta corporal com os bandidos. e na hora em que um deles efetuou os disparos a queima-roupa,“ disse.

Logo após os tiros o Gilberto teria caído da moto e os suspeitos fugido com a motocicleta. Porém. por conta de um defeito na motocicleta, acabaram abandonando o veículo a poucos metros do local do crime, na mesma rua. “Depois de largar a moto, os suspeitos pularam o muro de um centro universitário e correram por dentro da faculdade e ao chegar na avenida Professor Nilton Lins, renderam um taxista e fugiram em direção o bairro Novo Israel,” informou a polícia.

Testemunhas disseram que ambos os suspeitos estavam vestidos com blusas brancas. Mas, ao entrara pela faculdade, os dois tiraram a camisa branca e por baixo já teria outra camisa. A Polícia Militar disse ainda que alunos da  universidade presenciaram a fuga da dupla.

A dona de casa Maria Lucilene, 45, reclamou sobre a iluminação pública da área, que contribui para os assaltos. “As autoridades tem que consertar iluminação dessa rua. Assaltos acontecem constantemente nessa escuridão. É local propício para os bandidos roubaram os pedestres. Aqui também a viatura passa uma vez na semana. O Ronda no Bairro não existe para agente, “concluiu.

A polícia já estava nas buscas pela dupla em bairros da Zona Norte, mas até o fechamento desta edição ainda não haviam sido localizados. O caso foi registrado no 12º Distrito Integrado de Polícia (DIP).

Por Joandres Xavier

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir