Dia a dia

Motoristas amazonenses ainda trafegam com farol baixo desligado

A partir de hoje (11), o condutor que for pego trafegando em um dos trechos urbanos das quatro rodovias que se adequam à lei federal, sem a luz baixa acessa será multado - foto: Marcio Melo

A partir de hoje (11), o condutor que for pego trafegando em um dos trechos urbanos das quatro rodovias que se adequam à lei federal, sem a luz baixa acessa será multado – foto: Marcio Melo

Apesar da obrigação do uso de faróis de luz baixa em trechos urbanos de rodovias, durante o dia, conforme determina a lei federal 13.290/2016, em vigo desde a última sexta-feira (8), motoristas desatentos, neste domingo (10) ainda circulavam com as luzes baixas dos veículos desligados. Na manhã deste domingo (10), em Manaus, condutores de veículos trafegavam nas avenidas Torquato Tapajós (Zona Norte), e do Turismo (AM-450), no Tarumã (Zona Oeste), de faróis desligados.

Mesmo com a desobediência de alguns motoristas, em não usar o farol baixo ligado durante o dia, o diretor-presidente do Departamento Estadual de Trânsito (Detran-AM), Leonel Feitoza, explicou que ainda não houve multas neste fim de semana. Porém, a partir de hoje (11), os condutores de veículos que forem pegos cometendo a infração serão multados em R$ 85,13 e perderão quatro pontos na Carteira Nacional de Habilitação (CNH). A regra vale para todos os veículos.

Segundo Leonel, a orientação aos motoristas que trafegam pela avenida Torquato Tapajós é circular com o farol aceso a partir da rodoviária. Para a avenida do Turismo (AM-450), a obrigatoriedade é válida a partir da rotatória da Ponta Negra e, no caso da rodovia das Flores (AM-070), a exigência passa a valer a partir da ponte Rio Negro.

Quanto a avenida Ministro João Gonçalves de Souza (BR-319), de acordo com Leonel, como se trata de uma rodovia federal, os critérios para a cobrança do uso do farol baixo, durante o dia, devem ser definidos pela Polícia Rodoviária Federal (PRF).

Legislação

A nova legislação, sancionada pelo presidente interino, Michel Temer, e publicada no Diário Oficial da União (DOU) no dia 24 de maio deste ano, modificou o Código de Trânsito Brasileiro (CTB), que previa a obrigatoriedade do uso de faróis acessos somente para os motociclistas. O objetivo principal da nova lei é reduzir a quantidade de acidentes nas rodovias, garantindo mais segurança para motoristas, ao diminuir os riscos de colisões frontais, e também para motoqueiros, ciclistas e pedestres.

Por Michelle Freitas

1 Comment

1 Comment

  1. Angela

    11 de julho de 2016 at 19:10

    Conforme site da transparência da prefeitura de Manaus. Quase todo mês é arrecadado mais de R$3.000.000,00 em multa de trânsito. O Contran determina que uma porcentagem deste valor arrecadado seja investido em campanhas de educação do trânsito. Porque o Manaustrans não fez uma campanha para alertar a população de tais mudanças que exige o farol baixo ligado??? É muito fácil multar. É muito fácil pegar carona das matérias jornalísticas sem gastar um centavo. O ministério público deveria investigar aonde são gastos os dinheiros arrecadados das multas de trânsito.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir