País

Motorista de carro alegórico presta depoimento e pede perdão

O condutor do carro alegórico da Paraíso do Tuiuti que feriu 20 pessoas no Sambódromo do Rio se apresentou à Polícia Civil para prestar depoimento.

Motorista de caminhão há 30 anos e estreante na Marquês de Sapucaí, Francisco de Assis Lopes, 53, pediu perdão às vítimas do acidente.

“Eu só quero pedir desculpas à família de quem se machucou. Me perdoem mesmo, eu não tive culpa. Não tenho mais nada a declarar”, afirmou ele a jornalistas na delegacia.

Vinte pessoas se feriram no acidente, sendo que três permanecem internadas. O caso mais grave é de Maria de Lurdes Maura Ferreira, 58, que respira por aparelhos após sofrer fratura nas duas pernas, além de traumatismo craniano. Ela está no Hospital Municipal Souza Aguiar.

Também estão internadas a jornalista Elisabeth Ferreira Jofre, 55, e a fotógrafa Lúcia Regina de Mello Freitas, 56. As duas estão no CTI dos hospitais Souza Aguiar e Miguel Couto, respectivamente.

Dois filhos do condutor do carro alegórico afirmaram na delegacia que Lopes não tinha visão para conduzir o carro, fazendo apenas movimentos determinados pela organização do Carnaval e da escola. Lopes também relatou ter sido agredido ao fim do desfile e estava com um curativo na testa ao se apresentar na delegacia.

Peritos da Polícia Civil identificaram que uma das rodas do carro alegórico estava quebrada, de acordo com a “Globonews”. A peça quebrada é chamada de “roda maluca”, que gira de acordo com a direção tomada pelo carro.

Os policiais, contudo, não determinaram ainda que essa foi a causa do descontrole do carro. O relatório pericial não tem prazo para ser finalizado.

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

To Top