Dia a dia

Motim em delegacia: detentos de Iranduba destroem celas durante protesto por comida

Motim-Iranduba_Divulg

Para controlar os detentos, foi preciso reforço de policiais da capital – foto: divulgação/PM

Detentos do 31º Distrito Integrado de Polícia (DIP), localizado no município de Iranduba, distante 27 quilômetros de Manaus, fizeram um motim no final da noite desta segunda-feira (08). Para conter os 42 detentos, foi necessário o apoio policial da capital.

Segundo informações da Polícia Militar (PM), os presos gritavam por comida e destruíram, parcialmente, duas celas do 31ª DIP. Para conter a rebelião formada, foi preciso que um reforço policial da capital amazonense fosse deslocado para o município. Policiais da Força Tática, da Ronda Ostensiva Cândido Mariano (Rocam) e do Grupo Força Especial de Resgate e Assalto (Grupo Fera) participaram da ação.

O delegado titular do DIP de Iranduba, Ricardo Homero, negou a restrição de alimentação para os detentos, afirmando que houve diminuição na quantidade fornecida pela Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap).

“Na verdade, a irritação deles foi porque frustramos a fuga deles. Aí se irritaram e começaram a fazer a algazarra”, disse o titular.

Após a contenção, no início da madrugada já desta terça-feira (09), 36 presos foram transferidos para a Cadeia Pública Raimundo Vidal Pessoa, em Manaus. Para Homero, a redução no número de detentos na delegacia vai colaborar para um bom desempenho na administração.

Esta foi a segunda rebelião que ocorreu no local. Em 2011, três detentos foram mortos no motim.

Após o controle do motim, as celas passaram por uma limpeza mas, até a publicação desta reportagem, ainda não havia tido reparos na infraestrutura que ficou comprometida.

Por equipe EM TEMPO online

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir