País

Mortes nas estradas paulistas caem 37,5% no feriado de 9 de julho

As rodovias estaduais que cruzam São Paulo registraram redução no número de mortes e de acidentes no feriado prolongado da Revolução Constitucionalista, comemorado no dia 9 de julho.

Segundo balanço divulgado nesta segunda-feira (13) pela Polícia Militar Rodoviária, o número de mortes recuou de 40 para 25 – redução de 37,5% em comparação com o mesmo feriado de 2013. Já o número de acidentes caiu de 1.056 para 693 – redução de 34,4%.

Os dados são referentes ao ano de 2013 e não ao de 2014 porque no ano passado o ferido de 9 de julho foi em uma quarta-feira, quando não houve prolongamento do feriado.

A operação ocorreu das 14h quarta-feira (8) até as 23h59 de domingo (12) em parceria com DER (Departamento de Estradas e Rodagens), a Agência Reguladora de Serviços Públicos Delegados de Transporte do Estado de São Paulo (Artesp), a empresa Desenvolvimento Rodoviário S/A (Dersa) e as concessionárias das rodovias.

Durante a operação, foram registradas 21.184 autuações por diversas transgressões -35% a mais do que as realizadas em 2013. Entre elas, 1.692 casos foram por ultrapassagens em locais proibidos e 4.016 por falta do uso de cinto de segurança. Houve ainda 38 condutores presos em flagrante por embriaguez ao volante.

Além disso, os policiais apreenderam outros 415 veículos com irregularidades, além de reterem 3.159 documentos. A polícia também recapturou 7 foragidos da Justiça e prendeu 82 pessoas por outros crimes. Além disso, cinco armas de fogo, 10 kg de drogas e 5.000 maços de cigarros contrabandeados foram apreendidos.

Por Folhapress

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir