Sem categoria

Morre mais uma vítima da explosão de cilindro de gás na Zona Leste de Manaus

Wildevane estava internada em estado grave no setor de queimados do 28 de Agosto - Foto: Ione Moreno

Wildevane estava internada em estado grave no setor de queimados do 28 de Agosto – Foto: Ione Moreno

Entre as 14 pessoas atingidas pela explosão de um cilindro de gás, dia 7 de março, na comunidade Novo Reino, Tancredo Neves, Zona Leste de Manaus, morreu na noite desta segunda-feira (21) Wildevane de Souza Colares, 37, segunda vítima fatal do acidente. No último dia 10, também foi a óbito Flávia Costa Hoyos, 28, depois de três dias internada.

Segundo nota divulgada pela AmazonGás, Wildevane teve 60% do corpo queimado e as vias aéreas comprometidas. Ela estava internada em estado grave no setor de queimados do Hospital e Pronto-Socorro 28 de Agosto, Zona Centro-Sul da capital.

Ainda conforme a nota, nas últimas 24 horas, ela teve complicações em decorrência das queimaduras e, por volta das 20h35, apresentou uma piora, tendo parada cardio-respiratória. Uma hora depois foi confirmado o óbito.

A AmazonGás disse lamentar profundamente o falecimento de Wildevane e informou que está prestando todo apoio à família, inclusive a remoção do corpo ao município de Borba, onde serão realizados o velório e o enterro. Wildevane Colares era casada e morava em Manaus há quatro anos.

A empresa reiterou que uma equipe multidisciplinar, formada por 45 profissionais, continua trabalhando em regime de plantão, para prestar todo tipo de apoio às vítimas e seus familiares. Dentre esses profissionais estão três psicólogos, um médico e uma enfermeira.

“A AmazonGás solidariza-se à família e amigos da Sra. Wildevane, lamentando profundamente o ocorrido, e com imensa tristeza e consternação presta suas sinceras condolências pela perda irreparável”.

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir