Dia a dia

Moradores do Viver Melhor 3 denunciam irregularidades em caixas d’água

Os moradores do conjunto Viver Melhor 3, localizado entre as Zonas Leste e Norte da cidade, próximo à feira do produtor, denunciam a falta de manutenção nas bombas e caixas d’águas do residencial.

A denúncia realizada na última segunda-feira (10), também afirma que, de quatro bombas d’água, apenas uma está funcionando e as caixas não possuem tampas, o que tem facilitado o acesso de vândalos, que utilizam o local para fazer necessidades fisiológicas, poluindo a água que os moradores utilizam diariamente. Os moradores ainda alegam que a empresa Manaus Ambiental, além de não realizar os reparos dos equipamentos, instalou as bombas em uma fiação, cujo o poste, não possui um transformador, o que provoca quedas de energia sempre que há a necessidade do bombeamento, causando transtornos.

A outra queixa seria a falta de um indicador de medida do volume do líquido para melhor controle do consumo da água.

O EM TEMPO Online entrou em contato com a Manaus Ambiental que informou, por meio de nota, que realiza manutenções e rondas de segurança rotineiramente em todas as unidades externas da concessionária.

“A unidade de abastecimento do Viver Melhor 3 é protegida por portões de ferro com cadeados e concertinas, porém, a unidade sofre com a ação de vândalos no local, que furtam portões, cadeados e invadem o terreno, mexendo nos painéis de comando, desprogramando as bombas, o que causa intermitências no sistema de abastecimento”.

Ainda conforme a concessionária, a área também é utilizada inadequadamente como descarte de lixo e resíduos.

Nesta terça-feira (11), a unidade ficou paralisada por um problema elétrico de inversão de fase da Eletrobrás Amazonas Energia, mas o serviço foi normalizado na quarta (12).

A Manaus Ambiental informou ainda que na semana passada, pessoas não autorizadas pela empresa, invadiram a unidade de abastecimento e mexeram na boia de nível do reservatório, danificando novamente o abastecimento.

Após o EM TEMPO Online entrar em contato com a concessionária, uma equipe foi deslocada para o local, e no período de 10 à 12 de agosto, um trabalho de capina, limpeza e retirada de entulho foi realizada.

Por Conceição Melquíades

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir