Sem categoria

Moradores acusam IML de poluir igarapé da Cidade Nova com restos mortais

Denunciado por moradores, IML está sendo investigado pelo MPE-AM sob suspeita de despejar água contaminada com restos humanos no igarapé situado em suas imediações – foto: Josemar Antunes

Denunciado por moradores, IML está sendo investigado pelo MPE-AM sob suspeita de despejar água contaminada com restos humanos no igarapé situado em suas imediações – foto: Josemar Antunes

Os moradores do bairro Cidade Nova, Zona Norte de Manaus, procuraram o EM TEMPO Online para denunciar o Instituto Médico Legal (IML) por despejo de água contaminada com restos humanos no igarapé que fica situado nos fundos do órgão, na avenida Noel Nutels.

O caso está sendo investigado pelo Ministério Público do Estado do Amazonas (MPE-AM) e a denúncia consta em portaria do inquérito publicada no dia 14 deste mês, no diário eletrônico do órgão.

A associação comunitária local diz que o problema é antigo e que no inverno amazônico – caracterizado pela maior incidência de chuvas – a situação se agrava.

“O odor forte é constante, causando mal-estar na comunidade e desrespeito aos moradores. Até coletamos amostras da água do igarapé para comprovar o problema”, afirmou um morador, que preferiu não se identificar.

Ainda de acordo com a vizinhança, o problema já foi passado às autoridades, mas a solicitação ainda não foi atendida.

“Este problema nunca foi atendido pelo poder público, que não toma nenhuma providência no que diz respeito aos danos ambientais que o IML vem causando no igarapé. Esperamos que dessa vez a nossa denúncia seja atendida. O impacto é alarmante”, diz um morador.
Ipaam investiga

Por meio de nota, o Instituto de Proteção Ambiental do Amazonas (Ipaam) informou que já recebeu a denúncia sobre o Instituto Médico Legal (IML).

De acordo com assessoria do Instituto, uma equipe realizou vistoria nas dependências externa e interna do órgão, no dia 12 de maio. O relatório da fiscalização, conforme a mesma fonte, está em processo e, após o resultado final desse documento, serão tomadas as medidas necessárias.

O titular da Promotoria de Controle Externo na Atividade Policial, do Ministério Público Gaspar Rodrigues, informou que aguarda o resultado do laudo do Ipaam para comprovar ou não o suposto dano ambiental.

Também em nota, a Secretaria de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM) informou que a diretoria do Instituto Médico Legal (IML), Maria Margareth Vidal, receberá a imprensa na manhã desta quinta-feira (21), às 10h, para esclarecimentos sobre a denúncia dos moradores.

Coleta de vestígios

O Instituto Médico Legal (IML) é um órgão público ligado a Polícia Científica da Polícia Civil e subordinado à Secretaria de Estado da Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM). Para lá, são enviados corpos que sofreram algum tipo de traumatismo.

O IML também desempenha um papel importante no atendimento às vítimas de violência física e sexual. Sua função é decisiva na coleta de vestígios e materiais por meio de necropsia e laudos cadavéricos que servirão de provas no processo judicial e para a condenação dos autores.

Por Josemar Antunes (especial EM TEMPO Online)

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir