Dia a dia

Morador confunde experimento escolar com bomba no São Jorge; Marte foi acionado

WhatsApp Image 2016-08-06 at 20.00.34

Depois de acionado, o grupamento Marte soube que o objeto se tratava de um trabalho escolar e não foi mais ao local – foto: Ione Moreno

Uma nova ameaça de bomba, na noite deste sábado (6), assustou os moradores da rua Ajuricaba, no bairro São Jorge, Zona Oeste de Manaus. O material estava dentro de uma caixa de papelão alocada em uma lixeira.

Conforme informações da segunda tenente da 21ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom), Fabiana Martins, o morador de um prédio, que não teve o nome divulgado, foi jogar o lixo, quando se deparou com caixa de papelão com latas e fios de várias cores, dentro da lixeira. Devido as últimas ocorrências de suspeita de artefatos explosivos, o morador acionou a Polícia Militar.

Ainda conforme a tenente, a área foi isolada e o Grupamento de Manejo de Artefatos de Explosivos (Marte) foi acionado, mas não precisou vir ao local, pois outro morador do prédio avisou a síndica do residencial e a mesma identificou a pessoa que havia jogado o material no local.

WhatsApp Image 2016-08-06 at 20.00.34 (1)

Trabalho escolar foi confundido com artefato explosivo no São Jorge – foto: Ione Moreno

Assim, um homem que preferiu não ter o nome revelado abriu a caixa e constatou que se tratava de um trabalho de experiência escolar.

“Eram umas latas de refrigerante com vários fios. Acreditamos que era uma experiência científica. Devido a esses inúmeros registros de suspeita de bomba a população fica assustada”, disse a tenente.

A perícia técnica e o um agente do Instituto Municipal de Engenheira e Fiscalização de Trânsito (Manaustrans) também estiveram no local.

O material foi recolhido e levado para o levado para o 21º Distrito Integrado de Polícia (DIP).

Por equipe EM TEMPO online

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir