Esportes

Momento do Palmeiras é de vencer, e não de convencer, diz Rafael Marques

gabriel-jesus-palmeirasj

O jogador também disse que a pressão que os jogadores têm sofrido também tem contribuído para as performances ruins – foto: reprodução

“Esse momento é de vencer, e não de convencer. Independentemente de como seja, de meio a zero, de bico, ou o que for. Temos de buscar o resultado positivo, só assim vamos ter tranquilidade para trabalhar e as coisas positivas vão começar a aparecer.”

Foi assim que o atacante Rafael Marques, titular nas duas últimas partidas do Palmeiras, definiu as prioridades da equipe neste momento da temporada. A equipe vem de quatro derrotas consecutivas desde a estreia do técnico Cuca, está a três pontos da zona de rebaixamento no Paulista e não pode perder para o Rosario Central, em Buenos Aires, caso queira manter chances de classificação à próxima fase da Libertadores.

“Até eu que sou experiente, vejo os VTs do jogo, e há lances que eu não erraria [em outros momentos]. Estamos aqui para colocar a cabeça no lugar. Tentar entrar com a responsabilidade de vencer, mas sem esse peso nas costas. Porque se continuar assim, vai atrapalhar mais ainda”, explicou.

O Palmeiras decidiu buscar refúgio em Atibaia (64 km de São Paulo) após ter seu centro de treinamento invadido no sábado (26) por integrantes da torcida organizada Mancha Alvi Verde, e ter seus ônibus apedrejados no retorno de Presidente Prudente após a goleada de 4 a 1 para o Água Santa, no domingo (27).

“Tivemos uma conversa com eles, em particular, não teve agressão nenhuma. A gente achou [a atitude] chata, pelo fato da invasão ter acontecido em um local de trabalho nosso, mas foi muito positivo. Espero que não aconteça de novo. Eles falaram que vão apoiar e pode ter certeza que nós vamos corresponder”, disse o jogador sobre a invasão.

Durante as atividades desta terça (29), os jogadores já não estavam tão cabisbaixos como na segunda (28), mas as brincadeiras de costume também não apareceram. Todos tinham semblante sério, cobrando-se entre si com intensidade.

No treino, o técnico Cuca promoveu seis mudanças na equipe titular em relação à partida contra o Água Santa.

O Palmeiras enfrenta o Rio Claro na quinta-feira (31), no Pacaembu. Lanterna do Grupo B do Paulista, o time encara a partida como decisiva, já que na sequência enfrentará o Corinthians, no domingo (3), e o Rosario Central, em Buenos Aires.

O grupo volta a São Paulo na quarta-feira (30) à noite.

 

Por Folhapress

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir