Política

Ministros avaliam como positiva indicação de Lula para a Casa Civil de Dilma

As declarações foram feitas nesta quarta-feira no Museu do Amanhã, no Rio de Janeiro - foto: reprodução

As declarações foram feitas nesta quarta-feira no Museu do Amanhã, no Rio de Janeiro – foto: reprodução

Os ministros do Esporte, George Hilton, e do Turismo, Henrique Eduardo Alves, elogiaram a indicação do ex-presidente Lula para a ministro-chefe da Casa Civil da Presidência da República, anunciada hoje (16) pela presidenta Dilma Rousseff.

Para Hilton, Lula contribuirá para o diálogo entre governo e oposição e Alves ressalta a experiência e o conhecimento de Brasil do ex-presidente. “O Lula é uma grande quadro. De maneira inequívoca, todos sabem do potencial que ele tem. Ele, sobretudo, trará diálogo com a Câmara dos Deputados e o Senado. Ele traz essa capacidade de promover um grande diálogo, inclusive, com setores da oposição”, disse Hilton.

“Todos os esforços em prol do país e da governabilidade são positivos. E sabemos da capacidade que o ex-presidente Lula tem de dialogar e apresentar a necessidade de uma união pelo bem do país”, disse o ministro do esporte. Para o ministro do turismo, “é inegável o talento, competência e sensibilidade do presidente Lula. Já mostrou isso em seus oito anos de governo. Com a experiência e o conhecimento de Brasil que ele tem, trará grande contribuição nessa hora de dificuldade, pois temos que somar todos para ajudar o país a sair da crise”.

As declarações foram feitas nesta quarta-feira no Museu do Amanhã, na Praça Mauá, centro do Rio de Janeiro, onde os ministros vieram tratar dos preparativos para os Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016, em agosto e setembro deste ano. Pela manhã, os ministros estiveram com o prefeito Eduardo Paes, no Centro Administrativo da Prefeitura, e com o vice-governador Francisco Dornelles, no Palácio Guanabara.

O ministro do Esporte informou que os nomes dos membros do tribunal centralizado para testes de dopagem durante os Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016 já foram escolhidos e serão divulgados na sexta-feira (18).

“Dialogamos durante todos esses dias com a Casa Civil e Tribunais de Justiça Desportiva e entendemos que é importante ter esse organismo para não comprometer os Jogos aqui em agosto e setembro. Teremos as exigências cumpridas”, disse Hilton.

O tribunal é uma exigência da Agência Mundial Antidopagem (WADA). Além da criação do tribunal, a Wada pede que o Brasil defina a Autoridade Brasileira de Controle de Dopagem (ABCD) como a única Autoridade de Teste no Brasil.

Por Agência Brasil

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir