Sem categoria

Ministério Público do Amazonas denuncia Prefeito de Parintins

Promotor disse que existem investigações sobre a gestão passada - foto: Diego Janatã

Promotor disse que existem investigações sobre a gestão passada – foto: Diego Janatã

Numa rápida passagem por Parintins o Procurador Geral de Justiça, Fábio Monteiro, confirmou que a questão de dois meses  ofereceu denúncia contra o prefeito de Parintins (369 quilômetros de Manaus), Alexandre da Carbrás,  referente a uma licitação para contratação de serviços para o Carnailha de 2013.

O Ministério Público Estadual, depois de uma rigorosa investigação, concluiu que a prefeitura teria realizado naquele ano uma licitação fraccionada para beneficiar com valores distintos uma única empresa que prestou serviços para o município. Monteiro aproveitou para esclarecer alguns posicionamentos surgidos nas redes sociais sobre o trabalho do Ministério Público Estadual.

“O meu trabalho é impessoal e não poderia ser diferente, eu sou pago para fazer com que as leis sejam aplicadas e eu tenho absoluta certeza de que isso tem acontecido, no caso específico de Parintins temos Ação tramitando contra o ex-prefeito Frank Bi Garcia e oferecemos denúncia, coisa de um ou dois meses, contra o atual prefeito também”.

Ele assinalou que existem investigações contra setores que atuavam na prefeitura na gestão passada e atuam na atual gestão.

Monteiro assinalou ainda que sua gestão tem investido muito no Grupo de Combate ao Crime Organizado ( Gaeco) para dar suporte aos Promotores que atuam nas Comarcas do interior do Estado. “O combate à corrupção é muito importante porque cada recurso desviado por gestores acaba se prejudicando um número significativo de pessoas”, afirmou.

Monteiro disse que o Ministério Público tem logrado êxito em muitas ações desenvolvidas de combate à corrupção.

Ele reconheceu que há um anseio da população amazonense para que o MPE chegue nas Comarcas de todo Amazonas para combater eventuais casos de corrupção.

“É lamentável ver a que nível chegou a corrupção, o desvio de verbas em todos os setores, obras que eram para asfaltadas o dinheiro é desviado e não se tapa um buraco sequer, desvio de Merenda Escolar, desvio de medicamentos, graças a Deus  as instituições estão unidas, estão tendo mais estrutura para combater esse mal”, disse.

Silêncio

O EM TEMPO manteve contato com o Procurador Geral do Município de Parintins, Edy Maia, que disse que não poderia falar sobre as declarações do Procurador Geral de Justiça porque a prefeitura ainda não havia sido notificada de qualquer denúncia do Ministério Público Estadual. “Ainda não recebemos nada oficial, ouvimos pela imprensa”, disse.

Por Tadeu de Souza

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir