Sem categoria

Militares egípcios encontram destroços do avião russo numa área montanhosa

O avião que fazia o voo 9.268, descolou esta manhã da localidade egípcia de Sharm el Sheikh, um dos destinos favoritos dos turistas russos- foto: reprodução

Familiares das vítimas aguardam a chegada dos corpos – foto: reprodução

Os militares egípcios encontraram destroços do avião russo que caiu neste sábado (31) com 224 pessoas a bordo na Península de Sinai numa área montanhosa, anunciou o primeiro-ministro egípcio, Ismail Sherif. Foram deslocadas para o local 45 ambulâncias para resgatar mortos e feridos”, informa o comunicado do gabinete do primeiro-ministro egípcio.

Segundo a agência estatal da aviação russa, a avião, um Airbus-321 da companhia de aviação russa KogalimAvia, perdeu o contacto com os radares às 07:14 quando sobrevoava a cidade de Lárnaca, 23 minutos após ter descolado do Egito.

“Desde então desapareceu dos radares”, disseram as autoridades aeroportuárias à agência russa Interfax.

O avião que fazia o voo 9.268, descolou esta manhã da localidade egípcia de Sharm el Sheikh, um dos destinos favoritos dos turistas russos.

De acordo com fontes da embaixada russa no Egito, todos os passageiros a bordo do avião são cidadãos russos, incluindo 17 crianças e sete membros da tripulação.

Aparentemente, segundo informação da agência de notícias RIA Novosti, o avião perdeu altitude logo após a descolagem e o piloto teria pedido permissão à torre de controle para fazer uma aterragem de emergência no Cairo.

O avião tinha como destino o Aeroporto de Pulkovo, na cidade russa de São Petersburgo, onde deveria aterrar pouco depois do meio-dia.

Por Agência Brasil

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir