Cultura

Mesmo sob chuva, Villa Mix é sucesso na Arena da Amazônia

Mais de 35 mil pessoas lotaram os setores da Arena da Amazônia – Arthur Castro

A Arena da Amazônia – palco do maior espetáculo de futebol do mundo – serviu de cenário para receber artistas e público na 5ª edição do Festival Villa Mix na noite deste sábado (18). Mais de 35 mil pessoas prestigiaram os shows dos sete artistas que, juntos, reafirmaram o sucesso do sertanejo na capital amazonense e provaram que o espaço usado no evento por servir como mais um atrativo no cenário do entretenimento local.

A dupla Bruno e Marrone foi a primeira atração da festa. Com mais de 30 anos de estrada, o estilo inconfundível, a qualidade vocal e o repertório diferenciado são características do trabalho da dupla que, por onde passa, tem grande aceitação do público feminino e masculino.

Fã se emociona ao abraçar o ídolo – Abrahim Baze Jr/Fábrica

Aos 26 anos e prestes a completar 10 de carreira, Luan Santana veio ao Festival para apresentar o seu mais novo projeto: 1977. Além dos sucessos do novo álbum – ‘Acordando o prédio’, ‘Fantasma’ e ‘Eu, você, o mar e ela’ –, o artista também cantou sucessos que marcam sua carreira como ‘Te esperando’.

“Eu tenho uma ligação muito forte com essa cidade e ainda quero muito gravar um DVD aqui. Talvez este ano, comemorando 10 anos de carreira”, revelou, ainda no palco, o cantor.

Sobre o novo trabalho, Luan afirmou que precisava de um CD gravado com participações.

“Eu sempre gostei de história. Então busquei fatos históricos e tive a ideia de gravar só com cantoras e homenagear as mulheres com 1977, ano que foi comemorado pela primeira vez o Dia Internacional da Mulher”, explicou o cantor.

Os irmãos Matheus e Kauan estão no cenário da música sertaneja desde 2010, mas foi só em 2015, com ‘Que sorte a nossa’, que a dupla ‘explodiu’ no Brasil inteiro. No Villa Mix, eles receberam o carinho do público que entoou junto cada canção.

“Quarta vez que viemos a Manaus e tem um gostinho especial. Está cada vez maior e é sinal de que está dando certo”, disse Matheus. “A gente tem muito que trabalhar ainda, esperamos gravar muita coisa ainda. Manaus é especial demais e até projeto de gravar algo aqui já cogitamos”, revelou Kauan. “No Encontro das Águas”, brincou Matheus.

A quarta atração do Villa Mix foi a dupla Jorge e Mateus. Uma das duplas mais esperadas da festa fez um show marcante, onde o público, mesmo debaixo de chuva, interagiu com os artistas do início ao fim. Jorge resolveu ‘esquentar’ a noite indo para a passarela do palco e cantar juntinho dos fãs. Umas, mais sortudas, ainda tiveram a oportunidade de dançar agarradinhas ao ídolo.

“Foi uma noite especial para a gente, inclusive para os artistas que fizeram a festa. Conseguimos lotar a Arena da Amazônia e fazer um evento redondo, onde tudo funcionou. Alternamos momentos de chuva e, mesmo assim, ninguém arredou o pé. Tenho certeza que nenhum manauara vai esquecer essa noite tão cedo”, avaliou a empresária Bete Dezembro, da Fábrica de Eventos.

As irmãs incendiaram a Arena ao som de Loka – Abrahim Baze Jr/Fábrica

Conhecidas pelo bordão ‘Chora não, coleguinha’, as irmãs Simone e Simaria incendiaram o público da Arena. Desde o aeroporto, a dupla recebeu o carinho dos fãs e, no show, não foi diferente. Balões em formato de coração, rosas, ursos de pelúcia, camisas personalizadas. Tudo para mostrar o carinho que sentem pelas cantoras.

“Saímos do interior da Bahia para ganhar o mundo e tudo que vem acontecendo de bom na nossa carreira, que é incrível de ver, faz com que passe um filme na nossa cabeça. Mas somos muito gratas. Temos o pé muito no chão e acho que é por isso que isso acontece com a gente, porque somos de verdade. As pessoas quando chegam perto da gente, sentem essa energia. Sentem que não é forçado, é natural”, falou Simone.

A quinta edição do Villa Mix ainda teve as apresentações do DJ Alok e de uma das novas revelações do sertanejo, o cantor Jonas Esticado.

Amor que cura

Ananda estava na companhia da irmã e da fisioterapeuta na hora do encontro ‘mágico’ – Abrahim Baze Jr/Fábrica

Antes de subir ao palco para cantar seus inúmeros sucessos, Luan Santana atendeu uma fã especial: a Ananda Cruz, 13, portadora de cardiopatia congênita.

Tratando a doença há mais de um ano no Hospital Universitário Francisca Mendes, Ananda recebeu da equipe médica que à assiste o ‘presente’ de ver, de perto, seu ídolo e um dos principais motivadores no processo de recuperação.

“Após a segunda cirurgia, ela entrou em estado de depressão, sabe? Fui buscando com a família o que ela gostava e percebi que com as músicas do Luan, ela respondia aos movimentos. Ela avançou muito desde então”, contou Jandira de Freitas, fisioterapeuta que integra a equipe multidisciplinar que cuida da adolescente no hospital, revelando ainda que para o incentivo ser ainda maior, dizia para Ananda que iam para o show e ensaiavam como seria um beijo no cantor.

A vontade em ver o sorriso de volta no rosto da Ananda foi tanto que até o destino conspirou a favor. Quando Jandira, junto com a médica cardiopata, Suely Teles, e a enfermeira, Lirete Fama, iam comprar os ingressos para o show, o médico intensivista, Djalma Coelho – amigo da Bete Dezembro – pediu para que elas escrevessem uma carta para a empresária.

“Ela se prontificou em ajudar no encontro de imediato. É uma história que deu certo. Um presentão, a realização de um sonho. Ananda vai perceber que a gente não pode entregar os pontos fácil. Que, se num dia a gente perde uma coisa, no outro, ganhamos”, falou Jandira, com os olhos marejados e sorriso no rosto, acariciando o rosto da adolescente.

Luan recebeu Ananda com exclusividade em seu camarim. O encontro durou alguns minutos. Mas, o suficiente para iluminar o olhar da fã especial.

Grupo Raman Neves

O Grupo Raman Neves de Comunicação, parceiro da Fábrica de Eventos, esteve com um camarote no evento para receber convidados.

Para o vice-presidente do grupo, Otávio Raman Neves Jr, a confirmação da confiança do leitor dá respaldo à parceria entre as duas empresas. “Está dando muito certo. Estamos todos felizes. A Bete é uma pessoa que é a número 1 em show business no Amazonas. A parceria só veio agregar valor ao nosso grupo”, disse.

O Villa Mix contou com a transmissão da Nativa FM.

Rosianne Couto
EM TEMPO

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais lidas

Subir