Esportes

Mesmo com Robinho em campo, Santos perde para Chapecoense

Jogando na Arena Condá, em Chapecó, o Santos não apresentou bom futebol e foi derrotado pela Chapecoense por 1 a 0, em partida válida pela terceira rodada do Campeonato Brasileiro.

O gol da vitória catarinense foi marcado pela lateral direito Apodi, aos 20 minutos da etapa inicial. O camisa 2 recebeu lançamento na ponta direita, cortou para o meio e finalizou de pé esquerdo da entrada da área, sem chances para o goleiro Vladimir.

Pouco inspirada na criação do setor de meio campo, a equipe santista ficou presa na forte marcação do time da casa, que atuou com três volantes na proteção à linha defensiva. Nem mesmo a estreia do meia Rafael Longuine, revelação do Campeonato Paulista pelo Audax, fez com que o Santos assumisse o comando da partida.

A grande chance de empate do Santos foi em rápido contra-ataque, aos 20 minutos. Ricardo Oliveira foi lançado na esquerda e cruzou para Robinho, que bateu à queima-roupa para ótima defesa de Danilo, que espalmou para escanteio e salvou a Chapecoense.

Por reclamação, o técnico santista Marcelo Fernandes foi expulso de campo pelo árbitro Jailson Macedo Freitas.

Com o resultado, o Santos permanece com 4 pontos e cai para a 10ª posição. Já a Chapecoense chega a 6 pontos e sobe para a quinta colocação.
Na próxima rodada, a quarta do Brasileiro de 2015, a Chapecoense viaja a Campinas para enfrentar a Ponte Preta, sábado, às 18h30. No domingo, às 11h, o Santos recebe o Sport o Vila Belmiro.

Partida nervosa

A partida na Arena Condá começou nervosa, com os atletas reclamando bastante com o árbitro Jailson Macedo Freitas em várias oportunidades.

A primeira chance real de gol apareceu somente aos 17 minutos, em lance que gerou muita reclamação por parte do Santos. Com Valencia no chão, a
Chapecoense cobrou falta rapidamente. Apodi foi lançado na direita, invadiu a área e finalizou forte para ótima defesa de Vladimir. Na sequência, por reclamação, o técnico Marcelo Fernandes foi expulso de campo pelo árbitro.

A Chapecoense abriu o placar aos 20 minutos. Apodi foi lançado na ponta direita, fez o domínio e cortou para o meio para arriscar de pé esquerdo e bater o goleiro Vladimir.

O time da casa ainda teve nova oportunidade aos 43 minutos. Denner cobrou falta na área, a zaga só observou e Roger subir sozinho para cabecear. Vladimir pulou no canto e fez ótima defesa.

Pouco inspirado no meio campo, o Santos teve muitas dificuldades para chegar na área da Chapecoense. A melhor chance foi somente aos 44 minutos. Ricardo Oliveira recebeu passe, invadiu a área e bateu de pé esquerdo. A bola subiu demais e não levou perigo à meta de Danilo.

Segundo tempo

O Santos voltou do vestiário com o time mais avançado, mas não conseguiu furar a defesa catarinense, resumindo os ataques a chutes de fora da área nos 15 minutos iniciais da etapa final.

Aos 20 minutos, em contra-ataque rápido do Santos, Ricardo Oliveira é lançado na esquerda e cruza rasteiro para Robinho, que bate para ótima defesa de Danilo.

A Chapecoense levou perigo ao gol santista novamente com Apodi, aos 31 minutos. Bruno Silva recebeu passe na meia direita e rolou para a batida do lateral. A chute passou perto da trave direita do gol de Vladimir.

Contra-ataque rápido da Chapecoense aos 40 minutos. Hyoran tenta a finalização, a bola sobra para Edmílson, que chuta forte e a bola passa sobre o travessão.

O Santos ainda teve uma última oportunidade aos 45 minutos. Ricardo Oliveira recebeu na entrada da área e arriscou o chute. A bola passou perto da trave esquerda.

Por Folhapress

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir