Esportes

Mesmo após vitória, Osório lamenta desempenho do São Paulo

O São Paulo venceu a Ponte Preta no último sábado (29) por 3 a 0, no Morumbi. No entanto, o bom resultado não deixou o técnico Juan Carlos Osório satisfeito com o desempenho do seu time.

“Ganhamos um jogo de uma forma justa, sem discussão. Mas não da forma como eu gosto de jogar”, afirmou o técnico colombiano após a partida.

“Tivemos chance de fazer mais um ou dois gols, mas eles também. Não gosto de placar com muitos gols. Prefiro ganhar de 1 a 0 e que não cheguem tanto ao nosso gol. O placar é justo, mas não fico feliz com a maneira como jogamos hoje”, explicou o treinador.

Apesar de o São Paulo ter dominado a partida durante os 90 minutos, a Ponte conseguiu chegar com perigo em algumas oportunidades. No entanto, o ataque campineiro parou na boa atuação do goleiro Renan Ribeiro, que foi exaltado pelos torcedores no Morumbi.

O placar elástico foi alcançado graças à boa atuação de dois jogadores que vinham rendendo abaixo do esperado: Paulo Henrique Ganso e Michel Bastos.

Após ser improvisado como lateral esquerdo e volante, Michel voltou a atuar na posição que mais gosta: como um meia-atacante pelo lado direito. No novo posicionamento, voltou a marcar após um jejum de quase dois meses -a última vez que havia balançado a rede foi na vitória por 4 a 0 sobre o Vasco, no dia 8 de julho.

Apesar da boa atuação, e da preferência de Michel Bastos, Osório afirmou que pode voltar a utilizar o jogador em outras posições.

“Ele é forte, tem vigor, mas também pode atacar. Entendo que o Michel [Bastos] prefere jogar como atacante, mas ele é experiente e sabe que em certos jogos precisamos que ele tenha uma função mais defensiva”, disse.

Quem também ganhou elogios foi Ganso, que deu o passe para o gol de Michel Bastos e ainda marcou o segundo.

“O Ganso está tendo uma boa sequência de jogos. Mas ele precisa que suas assistências sejam bem concluídas pelos atacantes”, afirmou o treinador, que negou ver no jogador são-paulino sinais de falta de comprometimento com o time.

“Acho que sua personalidade é mal interpretada em algumas oportunidades. Sua forma de cadenciada de jogar sugere apatia, mas acho que ele é um grande ser humano e um grande jogador. (…) Considerando sua posição, acho que ele está jogando bem defensivamente”, concluiu Osório.

 

Por Agênciabrasil

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir