Sem categoria

Mensalidades em escolas particulares de Manaus terão reajuste médio de 10% para 2016

Instituições particulares já iniciaram processo de matrícula de reserva para novos alunos de olho no ano letivo de 2016 – foto: reprodução

Instituições particulares já iniciaram processo de matrícula de reserva para novos alunos de olho no ano letivo de 2016 – foto: reprodução

Pais de alunos da rede particular de ensino de Manaus estão preocupados com o reajuste das mensalidades que algumas escolas deverão sofrer para o ano letivo de 2016, em Manaus. Instituições ouvidas pelo EM TEMPO apontaram que a alteração dos valores será de 10%, em média.

Em virtude disso, o Programa de Proteção e Defesa do Consumidor do Amazonas (Procon-AM) irá realizar fiscalização para analisar irregularidades no reajustes e cobranças indevidas.

Com a subida no dólar, pais e diretores esperam que a mensalidade não sofra um ajuste muito alto, como é o caso do Colégio Dom Bosco. De acordo com o diretor da escola, Padre Gennaro Tesauro, a escola ainda não tem a porcentagem do valor de aumento para o próximo ano, mas por meio de nota, apontou que não será superior a 10%. O valor máximo do Colégio Dom Bosco, em 2015, é de R$ 765,00, para o ensino médio.

Segundo Gennaro, os valores das novas mensalidades sofreram influência do câmbio e de inflação do momento. Mas, observou que fará de tudo para não prejudicar o orçamento das famílias que têm filhos na instituição. “Claro que o câmbio influencia, pois vai incidir na taxa de inflação. O colégio vai trabalhar considerando a inflação e a situação econômica das nossas famílias”, disse.

O secretário do colégio Adalberto Valle, Adeilson Fernandes, disse que, com a aproximação do final do ano letivo, a escola já disponibilizou o valor das mensalidades para 2016, que será reajustado em 8,10%. O valor médio será de R$ 1,340 mil. Conforme Fernandes, a escola já abriu o período de reservas de matrícula para novos alunos, no último dia 15 deste mês, e irá até o dia 16 de outubro.

Da mesma forma a escola Laviniense Centro Integrado segue com o período de reservas de matrículas para novos alunos, até o mês de outubro. Procurada pela reportagem, a escola, que obteve a melhor nota do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2014, no Amazonas, não respondeu sobre quanto será o percentual do reajuste das suas mensalidades.

Pais
Os pais de alunos esperam que o reajuste sobre a mensalidade escolar dos filhos não seja muito alto, como é o caso da estudante Isete Bentes Pantoja, 31, mãe da pequena Gabriele, de apenas 6 anos. “Espero que não aumente tanto no ano que vem. Espero que o aumento do dólar não influencie no valor da mensalidade escolar da minha filha. Eu e meu esposo já pagamos algo em torno de R$ 250”, concluiu.

A pedagoga Ana Paula Santos, 41, também está na lista de pais que esperam que o reajuste não seja abusivo. Os seus três filhos estão matriculados no ensino fundamental e médio da escola o Laviniense Ensino Integrado.

Segundo ela, somadas, as mensalidades já chegam a quase R$ 4 mil. “A pesar de a gente ter a certeza que as escolas sempre aumentam cerca de 10%, eu espero que esse valor não seja ultrapassado. Com a inflação do jeito que se encontra, a escola tem que cobrir de alguma forma e o consumidor é quem paga com isso”, observou.

A coordenadora do Procon-AM, Rosely Fernandes, disse que o órgão iniciará nas próximas semanas uma campanha para alertar os pais a respeito do reajuste das mensalidades das escolas particulares e alertar sobre cobranças indevidas.

“Começaremos a divulgar os cuidados que os pais devem ter a partir da primeira quinzena de outubro. Vamos verificar se na escola tem um local de fácil acesso com a planilha de preços do ano letivo seguinte. Se tiver aumento, a escola tem que disponibilizar na planilha o valor de item por item que sofreu o reajuste”, disse.

Por Luis Henrique Oliveira

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir