Dia a dia

Menina atacada por onça em Carauari segue sem previsão de alta na capital, mas quadro é estável

Conforme boletim médico divulgado na manhã desta quarta-feira (18) pelo Hospital Infantil da Zona Leste (Joãozinho), é estável o quadro de saúde da menina de 1 ano e 9 meses operada em Manaus após ser atacada por uma onça durante a madrugada de ontem em uma comunidade de Carauari, a (787 quilômetros de distância de Manaus).

A criança está internada na Unidade de Terapia Intensiva (UTI), mas de acordo com nota da Secretaria de Estado de Saúde do Amazonas (Susam) o estado clínico permitiu a retirada do respirador e dos sedativos.

O órgão estadual destacou que a próxima etapa do atendimento prevê avaliação e condutas pela área de oftalmologia, uma vez que o globo ocular direito da menina foi bastante lesionado no incidente.

A criança passou por neurocirurgia para correções de afundamento de crânio (por trauma perfuro-cortante/mordida de animal) e de fratura de nariz. A Susam ressaltou que não há, ainda, previsão de alta.

Entenda o caso
O pai da criança, Reginaldo de Lima Maciel, disse que a menina brincava na margem de um rio da comunidade Porto Felicidade, quando foi surpreendida e atacada pelo animal. De acordo com ele, a mãe, na tentativa de salvar a vida da filha, também sofreu ferimentos provocados pelo animal, que foi morto logo após o ataque.

“Estava em casa dormindo e acordei com o choro da minha filha. Saí correndo com a minha espingarda atrás da onça e rapidamente consegui alcança-la, matando-a com alguns tiros”, relatou o pai.

A mãe da menina, que não teve o nome revelado pelo hospital, teve ferimentos leves nos braços e pernas, mas não precisou ficar hospitalizada.

Colaborou Gerson Freitas

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir