Sem categoria

Melo vai otimizar gastos para não demitir servidores

Melo afirmou  que os cortes são necessários devido a queda da arrecadação  estadual e que será por um pequeno prazo - foto: Janailton Falcão

Melo afirmou que os cortes são necessários devido a queda da arrecadação estadual e que será por um pequeno prazo – foto: Janailton Falcão

O Governador José Melo (Pros) anunciou, a segunda reforma administrativa do executivo estadual, na manhã de sábado (4), e afirmou que não haverá alteração ou cortes no secretariado, mas disse que vai otimizar o Governo, por tempo indeterminado, para reduzir os custos  da administração em até R$600 milhões.

O anúncio ocorreu durante a reunião como todo secretariado, na sede do governo, na Zona Oeste, entre eles os titulares extraordinários, além  de políticos ligados ao Governo.

“ Continuo me recusando a extinguir mais secretarias.  Prefiro que todos nós façamos um esforço para superar essa crise, evitando assim  demissões, reduções salariais. Isso eu não quero fazer. A partir de segunda-feira (6),  vamos fazer o ajuste  de cada secretaria, que, neste ano,  a Receita do Estado nos impõe.  Nós temos que cortar R$600 milhões dos nossos custos, reduzindo as coisas sem comprometer a qualidade dos serviços”, declarou o chefe do Executivo estadual.

Com a nova medida, haverá ajustes onde o governo achar conveniente. “Vamos ter que fazer cortes em todas as secretarias, mas ajustar na medida que permita que os serviços de saúde, educação, segurança e social permaneçam da forma que está acontecendo. Os cortes nas secretarias ocorrerão  na água, energia elétrica, telefone, papel, entre outros”, acrescentou.

O governador afirmou ainda que os cortes são necessários devido a queda da arrecadação  estadual e que será por um pequeno prazo, mas, disse que a ajuda do Governo Federal não existe, pois se houvesse não haveria esses cortes.

A primeira, realizada em março deste ano, reduziu e uniu secretarias, além de ter cortado cerca de 800 cargos comissionados.

Por Mairkon Castro

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir