Sem categoria

Melo diz que vai ‘abrir’ números do Estado para servidores públicos

Melo em visita às obras da avenida das Flores - foto: Josemar Antunes

Melo em visita às obras da avenida das Flores – foto: Josemar Antunes

O governador do Amazonas, José Melo (PROS), reiterou na manhã desta segunda-feira (19) que tentará convencer os servidores públicos a rever exigências por aumento salarial. Melo garantiu ainda que está mantida, para a próxima quinta-feira (22), a reunião com representantes das categorias do funcionalismo, na qual irá explicar as dificuldades financeiras do Estado.

“Vou colocar um espelho do Estado, explicar como se comportou a receita, abrir os números para os servidores terem consciência de que as medidas de cortes são necessárias para não quebrar o Amazonas”, disse o governador, durante visita às obras da avenida das Flores, na Zona norte de Manaus.

Representantes dos praças (soldados e cabos) da Polícia Militar, professores e funcionários da saúde pretendem exigir o cumprimento da data-base. A maior pressão sobre o governo é feita pelos praças, que paralisaram o trabalho, na semana passada, em uma espécie de ‘greve’ de advertência.

Melo declarou que o Estado não dispõe de recursos para conceder reajustes salariais no momento. “O Amazonas foi o segundo Estado que mais perdeu receita este ano”, lembrou o governador. “Nossa intenção é cumprir a lei, mas sem comprometer as finanças do Estado”, justificou.

Conforme o governador, o primeiro trecho da avenida das Flores deverá ser entregue em dezembro deste ano. Com o novo sistema viário de Manaus, o governo pretende deslocar para essa via o tráfego de veículos pesados do Distrito Industrial, nas Zonas Leste e Sul, para o Aeroporto Internacional Eduardo Gomes, na Zona Norte, reduzindo o fluxo de carretas na avenida Torquato Tapajós. “A intenção é essa. Retirar da Torquato Tapajós o tráfego pesado de veículos”, disse Melo.

Melo também informou que o governo estuda desapropriar terrenos na final da avenida Governador José Lindoso (d as Torres), próximo à rotatória do Coroado, na Zona Leste, para criar uma alternativa ao tráfego de veículos que é retido ao chegar à alameda Cosme Ferreira.

Por Cleber Oliveira

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir