Dia a dia

Melo anuncia plano para expandir qualificação tecnológica de alunos da rede pública

O programa tem capacitação para 800 alunos do ensino médio, com o objetivo de montar escritórios para prestação de serviços em tecnologia - foto: divulgação

O programa tem capacitação para 800 alunos do ensino médio, com o objetivo de montar escritórios para prestação de serviços em tecnologia – foto: divulgação

Alunos de escolas públicas de Iranduba e Humaitá (a 27 e 590 quilômetros de Manaus, respectivamente) são os próximos a receber o ‘Programa de Formação de Desenvolvedores de Software’. O governador José Melo adiantou nesta terça-feira (20 ), que está articulando com empresas do Polo Industrial de Manaus (PIM) a ampliação de iniciativas como essa a partir do uso de parte dos recursos de Pesquisa e Desenvolvimento (P&D) das empresas.

A informação foi divulgada pelo governador durante entrega de tablets a professores da rede municipal, como parte do Pacto pela Educação do Amazonas, e reunião com estudantes que participam do Programa de Formação de Desenvolvedores de Software em Manacapuru (a 84 quilômetros de Manaus).

O programa tem capacitação para  800 alunos do ensino médio, com o objetivo de montar escritórios para prestação de serviços em tecnologia.

“A ideia é, até o final do nosso Governo, levar o programa a 14 municípios-polo. O futuro que esperamos com essa iniciativa é que os jovens possam montar escritórios para prestar serviços de tecnologia, permitindo que daqui do Amazonas possamos prestar serviços a empresas do mundo todo, gerando renda no interior do Estado”, destacou o governador.

De acordo com a Secretaria de Estado de Educação (Seduc), a expectativa é abrir inscrições para cerca de 150 vagas no programa, ainda em dezembro deste ano, para Iranduba. Em Humaitá, a previsão é começar a seleção de aproximadamente 350 alunos a partir de março do ano que vem. Todos os detalhes ainda serão divulgados pela Seduc. Com a iniciativa, o Governo do Estado aposta na formação de capital intelectual para atender ao setor de tecnologia. O programa é coordenado pela Seduc em parceria com a Fucapi, com apoio financeiro nas duas cidades da empresa TPV. As multinacionais Panasonic e Samsung também devem entrar na parceria nos novos municípios.

“As empresas incentivadas do Distrito Industrial são obrigadas a destinar parte dos recursos para pesquisa e desenvolvimento. Esses recursos têm que ser investidos aqui. Agora estamos tratando para os recursos irem para nossas universidades e, com isso, elas possam desenvolver projetos de pesquisa voltados para nossa biodiversidade e, de outro lado, utilizar parte desses recursos para desenvolver programas como esse, e com isso no futuro montar escritórios de prestação de serviços”, afirmou o governador do Amazonas.

Participam estudantes do 9º ano do Ensino Fundamental, alunos do Ensino Médio e da Educação de Jovens e Adultos (EJA). Por meio do programa, os jovens entram no universo do desenvolvimento de software e se preparam para atuar no mercado de trabalho.

Tablets  para auxiliar os professores da rede municipal nas atividades escolares foram entregues a docentes que atuam ministrando aulas para turmas do 1º ao 9º ano do ensino fundamental. Em Barcelos (a 405 quilômetros de Manaus), a tecnologia chegou a 83 professores. Ao todo, serão entregues, sem ônus para os municípios, 28 mil tablets para professores que ministram aulas no ensino fundamental nas escolas das redes municipais de ensino do Estado. Os professores da rede estadual já foram contemplados.

Com informações da assessoria de comunicação

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir