País

Médium é encontrado morto em centro espírita na Zona Oeste do Rio

O médium Gilberto Ribeiro Arruda, do Lar de Frei Luiz, um dos centros espíritas mais tradicionais do Rio de Janeiro, foi encontrado morto na manhã desta sexta-feira (19). Segundo a polícia, ele estava com hematomas, os pés e as mãos amarrados, a boca amordaçada, além de um corte profundo no braço direito.

Os próprios funcionários do lar, localizado em Jacarepaguá, zona oeste do Rio, chamaram a PM, que chegou ao local por volta das 8h30, quando o médium já estava morto.

A Delegacia de Homicídios investiga o caso. Segundo a Polícia Civil, foi realizada perícia no local do crime. Testemunhas e familiares de Arruda serão ouvidos. Agentes realizam diligências para achar provas que indiquem a autoria do crime.

A polícia não tem ainda, porém, informações sobre a motivação do crime.

De acordo com a PM, o corpo de Arruda foi encontrado em seu quarto, no Lar de Frei Luiz. O médium estava nu, informou a polícia.

Não foi encontrada nenhuma arma ou outro artefato que pudesse ter sido utilizado no crime.

O corpo foi recolhido pelo Corpo de Bombeiros no início da tarde e levado ao Instituto Médico Legal (IML) para perícia.

Em nota assinada pelo presidente, Wilson Vasconcelos Pinto, o centro espírita lamentou a morte: “Médium desde os seis anos de idade no Lar de Frei Luiz, dedicou-se durante toda a sua vida aos necessitados e sofredores com a sua mediunidade de cura. É com saudade na alma que nos despedimos de Gilberto”.

Por Folhapress

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir