Dia a dia

Médicos paralisam atendimento nas unidades de saúde em Manacapuru

Após falta de pagamento de salários, médicos de Manacapuru atenderão apenas os casos de urgência e emergência no município - foto: Divulgação

Médicos atenderão apenas os casos de urgência e emergência no município de Manacapuru – foto: Divulgação

Os médicos vinculados à Cooperativa Nacional (Nacionalcoop) anunciaram, nesta sexta-feira (23), que atenderão apenas os casos de urgência e emergência no município de Manacapuru (a 68 quilômetros de Manaus). O fato ocorreu após reunião e é apresentada ao poder público do local como uma forma de manifestação, devido à falta de pagamento dos salários atrasados.


Segundo a classe, Manacapuru atende também pessoas dos municípios vizinhos como Codajás, Itapiranga, Anamã e Beruri, e que eles não querem prejudicar ninguém, nem colocar a população em risco, apenas querem o pagamento dos três meses de salários atrasados.

Os profissionais, que prestam serviços para atenção básica de saúde e que atuam no Hospital Regional Lázaro Reis, destacam que retornarão ao trabalho normal apenas quando o pagamento de toda categoria for regularizado.

De acordo com documento assinado pelos profissionais, a ação já foi comunicada para o prefeito Jasiel Alencar, à secretária municipal de saúde Márcia Cardoso, secretária nacional da cooperativa Juliana Lima, assim como para o Conselho Regional de Medicina do Estado do Amazonas (CRO-AM) e também para o Sindicato dos Médicos do Amazonas (Simeam).

Conforme informações dos médicos, outros profissionais da saúde, como enfermeiros e dentistas, também continuam sem receber.

O cirurgião-dentista César Altamirano informou que, neste sábado (24), dentistas e outros servidores irão fazer uma reunião para definir como proceder pelos meses que estão sem salário.

“Eles prometeram nos pagar e nada. Por isso, os dentistas também irão parar. Falaremos com o advogado para definir qual a atitude será tomada, porque ir apenas ao Ministério Público (MP) não está adiantando”, disse.

No dia 14 de setembro a secretária de Saúde do município, Márcia Cardoso, informou ao portal EM TEMPO que, no dia anterior, um dos vencimentos foi quitado, restando apenas os dos meses de julho e agosto, já que a folha de setembro ainda estava em fechamento.

O cirurgião-dentista Lean Lima afirmou que apenas os enfermeiros receberam e que médicos, dentistas e outros profissionais da área continuam sem retorno da secretaria. Ele ainda explica que o que for definido amanhã será comunicado ao Conselho Regional de Odontologia do Amazonas (CRO-AM) e às demais instituições envolvidas.

“A secretária não negocia com a gente e nem mantém diálogo. Se nada for feito em relação aos salários, provavelmente dia 30 de setembro haverá uma nova mobilização envolvendo todos os profissionais da saúde de Manacapuru”, declarou.

Por Manoela Moura

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir