Dia a dia

Medição padrão do tucunaré é homologada no Amazonas

A homologação do padrão de medição permite que competidores ou pescadores de outros lugares possam vir ao Amazonas validar o tamanho de seus peixes pelo comprimento em centímetros - foto: divulgação

A homologação do padrão de medição permite que competidores ou pescadores de outros lugares possam vir ao Amazonas validar o tamanho de seus peixes pelo comprimento em centímetros – foto: divulgação

Com o objetivo de potencializar a pesca esportiva e preservar a espécie do tucunaré (Cichla spp), no Amazonas, o Instituto de Pesos e Medidas do Amazonas (Ipem-AM), homologou a primeira régua nos padrões do Sistema Internacional de Medição (SI) para validar resultados de competições de pescas realizadas na região. O Estado é o primeiro a implantar esse tipo de instrumento, que possui 1,10 metro de altura e 20 cm de largura, com regulamentos técnicos conforme padrões estabelecidos do Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro).

A homologação do padrão de medição permite que competidores ou pescadores de outros lugares possam vir ao Amazonas validar o tamanho de seus peixes pelo comprimento em centímetros, e ser reconhecido, internacionalmente. O material foi projetado pela Associação de Pescadores Esportivos de Manaus (Apem) que busca regulamentar a pesca esportiva para proteger o tucunaré-açu (Cichla temensis), o principal peixe de pesca esportiva no Brasil.

Conforme o presidente do Ipem-AM, Márcio André Brito, o Estado, que possui um potencial turístico nesse segmento, caminha para a profissionalização da pesca. “O Ipem foi procurado pela associação porque existia um problema no segmento que era o de validar os resultados, a partir dos tamanhos dos peixes nas competições. Com isso, criamos um padrão reconhecido e que atende todas as normas internacionais do sistema internacional de medição e os regulamentos do Inmetro. Como resultado desse trabalho vem a possibilidade do aumento das visitas de turistas para a prática de pesca esportiva em nossa cidade e região”, explicou.

Ranking

Com o projeto consolidado, a Apem vai promover um ranking válido para este ano, que vai iniciar em 20 de junho e encerrar no dia 1º de dezembro de 2016. O resultado vai premiar o pescador que pegou o maior tucunaré de 2016, durante a competição intitulada “Os melhores do ano da Pesca Esportiva”, que será realizada no dia 15 de dezembro.

“O nosso foco é fomentar a atividade de pesca esportiva na região com eventos esportivos e regulamentar a Cota Zero, que é um sistema protetivo que envolve duas das maiores espécies de tucunaré, o tennessee e o vazzoleri, que podem chegar a 10 e 14 kg. Queremos preservar esses diamantes de pesca de nossa Amazônia”, destacou o presidente da Apem, Rogério Bessa.

Informações

A régua de medição não é comercializada em lojas. Os interessados no material precisam entrar em contato com a Apem. Mais informações: (92) 98253-0500 ou pelo email: presidência.apem@gmail.com.

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir